Published On: qui, ago 11th, 2016

Traficante também vive no luxo e faz churrasco na cadeia em Pedro Juan

Preso com cocaína em 2012, o traficante paraguaio Walter Rodrig

Preso com cocaína, Walter Arévalos faz churrasco em presídio de Pedro Juan. (Foto: Jornal Hoy)

Preso com cocaína, Walter Arévalos faz churrasco em presídio de Pedro Juan. (Foto: Jornal Hoy)

o Arévalos também vive com luxo e mordomia em uma “cela vip” mantida numa penitenciária do país vizinho. Assim como o brasileiro Jarvis Gimenes Pavão, que construiu seu próprio pavilhão no presídio de Tacumbú, em Assunção, Arévalos conta com regalias na prisão em Pedro Juan Caballero.

Fotos enviadas ao jornal Hoy e publicadas na quarta-feira (10) mostram Arévalos fumando charuto, posando com a mulher e os três filhos pequenos, em frente a uma cama em um quarto de alto padrão e até fazendo churrasco.

Em 2012, quando foi preso, Walter Arévalos acusou policiais paraguaios de se apossarem da maior parte da carga de cocaína que ele transportava.

Os agentes que estavam na barreira policial, na região de Chiriguelo, no departamento de Amambay, relataram que Arévalos carregava 101 quilos de cocaína em um tambor de plástico.

O traficante desmentiu os policiais e disse que o carregamento era de 400 quilos. A denúncia do traficante provocou a transferência de vários policiais para outras áreas da Polícia Nacional e alguns foram indiciados.

Privilégios – Conforme o jornal paraguaio, mesmo atrás das grades o traficante goza de privilégios e luxo que um “simples mortal” jamais teria em uma prisão.

Sala confortável com televisão de LED e acesso à TV a cabo, internet, ar condicionado, uma despensa e espaço suficiente para fazer churrasco e ainda postar fotos na rede social Facebook.

FONTE: Campo Grande News