Mostrando postagens com marcador Anderson Miranda. Mostrar todas as postagens


O PróGoiás tem como metas diversificar indústria, impulsionar inovação e reduzir desigualdades sociais e regionais

Foto: Marcelo Alves.

O governador Ronaldo Caiado (DEM) e a secretária da Economia, Cristiane Schmidt, lançaram, nesta quarta-feira (07/10), o Programa de Desenvolvimento Regional (ProGoiás), destinado ao crescimento e à diversificação do parque industrial de Goiás.

Objeto de vários debates com o setor produtivo antes de virar lei estadual, o novo modelo de incentivos fiscais tem ainda as metas de impulsionar e desenvolver a inovação e a renovação tecnológicas, incentivar a geração de emprego e reduzir as desigualdades sociais e regionais.

“Eu quero que haja um sentimento de espírito público em todos os nossos empresários. Enxerguem também essas regiões do Norte e Nordeste, Vale do Araguaia, desassistidas, em que as pessoas deverão ter ali o mínimo de condição”, defendeu o governador durante o discurso. “Esses projetos [incentivos fiscais] têm que ter muita responsabilidade, eles não podem ter nenhuma vertente eleitoreira nem politiqueira”, argumentou.

Sucessor dos programas Fomentar e Produzir, o ProGoiás busca também desburocratizar a concessão de benefício para o setor industrial e garantir a segurança jurídica e impessoalidade. Ele tem validade até 2032.

O ProGoiás oferece incentivo fiscal tradicional, ou seja, crédito outorgado, sem financiamento. É mais atraente, menos burocrático que seus antecessores e segue modelo adotado no Mato Grosso do Sul (MS) e o Convênio ICMS do Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária), além da Lei n° 20.367/18. São ainda objetivos do programa estimular a formação ou o aprimoramento de arranjos produtivos locais e ampliar o aproveitamento da cadeia produtiva existente no Estado.

O presidente da Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Adial), Edwal Portilho, elogiou o novo modelo de incentivos fiscais do governo Caiado. Para ele, o ProGoiás se configura em um marco de desenvolvimento regional. “Da maneira como foi criado, não somente grandes corporações, mas as pequenas indústrias do interior poderão buscar maior competitividade aos seus negócios, gerando mais empregos, arrecadação, renda e desenvolvimento social”, elencou o representante do setor produtivo no evento.

“O governador salvou, no mínimo, 30 mil empregos no Estado”, assinalou o senador Luiz do Carmo, ao se referir à matéria aprovada, na última terça-feira (06/10), no Senado Federal, que incluiu Goiás no projeto que estende o prazo de incentivo fiscal para montadoras de automóveis. Antes da votação em Brasília, que já havia sido referendada pela Câmara dos Deputados, o benefício prolongado estava restrito apenas aos estados do Norte e Nordeste.

“Goiás vai desenvolver muito mais e ainda tem dois anos de governo”, projetou o parlamentar sobre como a atuação e a influência do governador têm contribuído com o crescimento socioeconômico do Estado.

O subsecretário da Receita Estadual, Aubirlan Vitoi, destacou como vantagens do ProGoiás a impessoalidade, a transparência, a digitalização e a celeridade de adesão, e que se não deve ultrapassar dois meses entre solicitação e credenciamento. “Depois de mais de 40 anos, o Estado passa a ter um programa de gestão de benefícios”, disse.

Ele ainda acrescentou que, a pedido do governador, a carga tributária para os estabelecimentos que se instalarem nos municípios com maior vulnerabilidade social será menor do que em outras regiões: 1,8% para as pequenas empresas e 2% para as demais.

Além da desburocratização e da segurança jurídica, outro ponto positivo do novo programa foi reconhecido pelo representante dos empresários na solenidade, Carlos Luciano Martins Ribeiro, que é ceo da Montreal e presidente do Grupo Novo Mundo. “Soma-se a isso uma taxa de juros baixa; a gente viveu anos e anos com taxas que inibiam o desenvolvimento”, informou. “Queremos cumprimentar a equipe da Secretaria da Economia, que abre as portas para os empresários. Ao longo de todo o planejamento do ProGoiás, nós fomos ouvidos.”

Quem pode participar

Podem ser beneficiários do ProGoiás os estabelecimentos que exerçam atividades industriais no Estado interessados em realizar investimentos para a implantação de novo empreendimento industrial, ampliação de estabelecimento industrial já existente e ainda revitalização de estabelecimento industrial paralisado. Há regras para as três fases de participação: com novo projeto, ampliação e revitalização, com base de inscrição no Cadastro de Contribuintes do Estado.

Os investimentos previstos no programa devem ser de valor correspondente, no mínimo, ao percentual de 15% do montante do crédito outorgado previsto no artigo 4º da Lei 20.787, estimado para os primeiros 36 meses de fruição do benefício.

Devem ser discriminados em terrenos, obras civis, veículos, máquinas, softwares, equipamentos, instalações e demais investimentos relacionados à implantação, ampliação ou revitalização. A aplicação da verba deve ocorrer e ser comprovada no prazo de até três anos, contados do mês seguinte ao do início da fruição do benefício do crédito outorgado.

 Está aberto edital para concurso Colégio Militar em 14 cidades brasileiras. As oportunidades de ingresso são para o ano letivo de 2021. 


As inscrições já estão abertas. - Foto: Redação Tribuna do DF

Estão abertas 480 vagas no concurso Colégio Militar (CM) para filhos de civis e militares que ingressarão no 6º ano do Ensino Fundamental ou 1º ano do Ensino Médio. A seleção valerá apenas para o ano de inscrição, contando a partir da publicação do edital. Serão contempladas 14 cidades brasileiras em 11 estados mais o DF no certame. Acesse o link para a cidade da qual pretende prestar concurso: 















Concurso Colégio Militar: requisitos 

Para os candidatos com interesse em ingressar no 6º ano do Ensino Fundamental é necessário ter concluído ou estar cursando o 5º ano. O concurso Colégio Militar também conta com um limite de idade, por isso, o estudante precisa: 
  • Completar 10 anos até 31 de dezembro do ano da matrícula; ou 
  • Ter menos de 13 anos em 1º de janeiro do ano da matrícula. 
Já os interessados em entrar no 1º ano do Ensino Médio precisam estar cursando o ter terminado o 9º ano do Ensino Fundamental. Quanto ao limite de idade, o concurso Colégio Militar exige que o candidato tenha: 
  • Menos de 18 anos em 1º de janeiro do ano da matrícula; ou 
  • Completado 14 anos até 31 de dezembro do ano da matrícula. 
Como se inscrever no concurso Colégio Militar 

As inscrições no concurso Colégio Militar deverão feitas pelos responsáveis dos estudantes entre os dias 08 de setembro e 02 de outubro de 2020. Será necessário acessar página online de cada CM na parte de “Concurso de Admissão” para solicitar participação. Também haverá a possibilidade de inscrição presencial apenas para candidatos PcD (Pessoa com Deficiência). No caso de Brasília, acesse AQUI.

Vale ressaltar que, caso algum candidato precise de condições especiais para a prova, seu responsável deverá apresentar atestado médico no ato da inscrição. 

O valor estipulado para a taxa de inscrição é de R$ 95,00 para todos os candidatos do concurso Colégio Militar. Poderão ficar isentos aqueles que comprovarem viver em condição de carência socioeconômica. A isenção de taxa também poderá ser dada para outros candidatos considerados pertinentes pelo comandante do CM. 

Concurso Colégio Militar: etapas 

O concurso Colégio Militar conta com três etapas de classificação. Confira: 

Exame Intelectual 

A primeira etapa do concurso Colégio Militar possui duas partes, que devem ser realizadas num período de 4h30. Começando com uma prova objetiva de Língua Portuguesa e Matemática, contendo 24 questões de múltipla escolha. Para a segunda parte, os candidatos precisam escrever uma redação de 15 a 30 linhas em que serão considerados os seguintes critérios de avaliação: 
  • Demonstrar domínio das normas fundamentais da língua escrita (6° ano); 
  • Domínio da norma-padrão da língua, sem marcas de oralidade ou de informalidade (1° ano); 
  • Desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do tipo de texto (narrativo, argumentativo, descritivo, injuntivo, expositivo) solicitado; 
  • Compreender a proposta de Redação enfocando o tema solicitado; 
  • Redigir um texto coerente; 
  • Redigir um texto coeso. 
Vale ressaltar que só serão corrigidas as redações daqueles que obtiverem 50% de acertos em cada disciplina da prova objetiva do concurso Colégio Militar. As provas estão previstas para os dias 17 e 18 de outubro de 2020, sendo realizada pelos candidatos ao 1° ano no sábado e os inscritos para o 6° ano no domingo. 

Revisão médica e odontológica 

Os aprovados nas provas escritas passarão para a segunda etapa do concurso Colégio Militar que é formada de revisão médica e odontológica. Os convocados deverão apresentar a Caderneta de Vacinação atualizada e os seguintes exames: 
  • Radiografia do tórax; 
  • Glicose; 
  • Hemograma completo, tipagem sanguínea e fator RH; 
  • Sumário de urina (EAS) e parasitologia de fezes (EPF); 
  • Eletrocardiograma (ECG); 
  • Exame clínico e odontológico. 
  • Quem for candidato PcD deverá apresentar também laudos médicos complementares. 
Comprovação dos Requisitos Biográficos 

A terceira e última etapa do concurso Colégio Militar é presencial no CM escolhido. Os candidatos deverão apresentar original e cópia dos documentos abaixo: 
  • Documento oficial de identidade do candidato, com foto; 
  • Documento oficial de identidade do responsável legal, com foto; 
  • Histórico escolar; 
  • Plano Educacional Individualizado (PEI), somente para candidatos com deficiência; 
  • Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). 
Vale ressaltar que, se não houver histórico escolar disponível na época da matrícula, deverá ser apresentada uma declaração autenticada do colégio de origem. Nesse caso, o responsável precisará entregar o histórico escolar até o último dia útil antes do início do ano letivo. 

Edital 

Confira o edital completo publicado no Diário Oficial da União

REDAÇÃO JK NOTÍCIAS



O governador Ibaneis Rocha (MDB), reuniu secretariado por mais de 4 horas, cobrou retorno de ações, avaliou programas sociais e pediu união de forças a enfrentar o pós-pandemia. As considerações ocorreram na presença de todo o primeiro escalão do Palácio do Buriti, por meio do aplicativo Cisco Webex. A videoconferência foi convocada pela Casa Civil. Marcado para começar às 10h30 desta quinta, o encontro se estendeu até as 15h30


Exemplo de casa se leva à rua: reunião seguiu todas as medidas de segurança contra o coronavírus | Foto: Renato Alves.


A melhor resposta para qualquer desafio é trabalhar, e assim o Governo do Distrito Federal (GDF) tem feito ao longo destes primeiros 20 meses de gestão. Nesta quinta-feira (10), o governador Ibaneis Rocha reuniu todo o secretariado e presidentes de empresas públicas do DF, em videoconferência, para tratar dos rumos da capital. O vice-governador, Paco Britto, também participou da reunião virtual.

“O momento é de união de todo o grupo. Vamos afinar o último quadrimestre e mostrar o que foi feito durante a pandemia e em todo 2020, como também ajustar nosso 2021. Vamos manter nossos investimentos e ações”, estimulou o governador Ibaneis Rocha.
“Não chegamos a esse ponto de graça. Foi com muito trabalho. A saúde trabalhou bastante para não faltar leitos”, comentou o governador Ibaneis Rocha.

Nas mais de 4 horas de reunião não faltaram boas notícias. Uma delas, importantíssima para o DF neste período de pandemia de Covid-19, é a de que o governo vai conseguir investir todo o seu orçamento previsto até o fim do ano. Até o momento foram empenhados R$ 28 milhões de um total de R$ 43 milhões – montante que será cumprido, como assegurou o secretário de Economia, André Clemente.

Clemente destacou que o DF é exemplo para o país neste momento porque conseguiu aumentar a receita tributária diante de um cenário devastador. A Secretaria de Economia adotou uma série de ações para isso. Entre elas, o secretário lembrou que, após decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o governo local passou a reter o imposto de renda de todas as empresas prestadoras de serviço, com estimativa de arrecadação anual de R$ 200 milhões.

15 mil postos de trabalho gerados em parceria com 14 grandes empresas

A pasta também reduziu o número de parcelas para o pagamento do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbano (IPTU) – de seis para quatro. Assim, no período mais crítico da pandemia, o capital financeiro foi garantido para bancar os custos necessários para a manutenção da saúde pública. Com inteligência e boa gestão, manteve também a receita tributária saudável sem grandes impactos nos cofres públicos.

O secretário também destacou acordos com 14 grandes empresas que se instalaram ou vão se instalar no DF, em demonstração de que a capital tem se mostrado competitiva em relação a outros grandes estados. Juntos, esses novos empreendimentos, além de receita e investimentos, trouxeram mais postos de trabalho – 15 mil, aproximadamente.
“Crimes contra o patrimônio reduziram em 40% e o de homicídios continuam caindo. Já o feminicídio caiu 40%”Anderson Torres, secretário de Segurança Pública

Nessa costura também há os braços e o empenho da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, uma vez que tais grupos empresariais têm se firmado nas Áreas de Desenvolvimento Econômico (ADE). As ADEs, inclusive, recebem cerca de R$ 99,7 milhões em investimentos com obras que devem gerar pelo menos mais dois mil empregos.

Obras
Os titulares da Secretaria de Obras, da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), da Companhia Urbanizadora da Capital (Novacap) e do Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER/DF) reforçaram o que a população tem visto nas ruas: o DF se transformou em um canteiro de obras e assim permanecerá.

Veja, a seguir, uma lista de algumas obras em andamento levadas à pauta na reunião de secretariado:

⇒ Pavimentação asfáltica na VC-461, que liga a DF-285 ao Núcleo Rural Jardim II, no Paranoá, na última fase da obra;

⇒ Fase final de pavimentação de duas faixas de rolamento de 13,5 quilômetros no trecho que acaba no entroncamento da rodovia DF-285 com a DF-100;

⇒ Alargamento da DF-001 (trecho Estrutural/Brazlândia);

⇒ Pavimentação da ciclovia no Trevo de Triagem Norte;

⇒ Viaduto do Torto;

⇒ Obras de urbanização da Rua 8 de Vicente Pires e da avenida W9 do Noroeste;

⇒ Duplicação da Avenida Hípica Hall;

⇒ Paisagismo da Avenida dos Pioneiros no Gama;

⇒ Pavimentação na QL 14 e na QL 28 do Lago Sul;

⇒ Recuperação asfáltica da Epig;

⇒ Museu de Arte de Brasília;

⇒ Tesourinhas;

⇒ Viadutos do Eixo Rodoviário;

⇒ Obras em quatro feiras: Candângolandia, Gama, Riacho Fundo e São Sebastião;

⇒ Iluminação da Rota do Cavalo;

⇒ Adequação da Central de Atendimento a Pessoas com Deficiência na estação do metrô da 112 sul para reabertura dos atendimentos presenciais;

⇒ Reforma da Casa da Mulher Brasileira;

⇒ Subestação de energia do Polo JK;

⇒ Obras de drenagem e pavimentação no Polo JK;

⇒ Obras de infraestrutura na Setor de Múltiplas Atividades do Gama;

⇒ Obras de saneamento e pavimentação da ADE de Ceilândia;

⇒ Sistema de irrigação em áreas rurais: Santos Dumont, Vargem Bonita e Rodeador;

⇒ Estações do metrô da 106 e 110 Sul;


⇒ Obras da terceira etapa do programa habitacional do Riacho Fundo II;


⇒ Construção da UBS do Riacho Fundo II;


⇒ Obras de revitalização da W3 Sul.

Zeladoria
A zeladoria e a manutenção do Distrito Federal, responsabilidade da Novacap e da Secretaria de Governo, têm recebido cuidados extras no período pré-chuva. Equipes foram reforçadas nas ações de tapa-buracos, limpezas de boca de lobo e, ainda, na conservação e manutenção da urbanização.

As 33 regiões administrativas recebem cuidados reforçados de infraestrutura. “Estamos cuidando bem dessa parte da cidade, do nosso patrimônio. E estamos de olho no período de chuvas”, pontuou o secretário de Governo, José Humberto Pires.

Saúde
O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, destacou as tratativas do GDF para que a vacina russa Sputnik V, uma das mais adiantadas contra a Covid-19, seja utilizada e estudada no DF. Lembrou também das ações de governo na construção de unidades básicas de saúde (UBS) e no reforço da Atenção Primária de Saúde com a contratação de servidores efetivos e temporários.


Ibaneis reforçou ao secretariado pedido de empenho na execução de projetos e ações | Foto: Renato Alves.

O gestor da saúde pública destacou ainda os resultados positivos do governo com os investimentos nos hospitais de campanha (o do Mané Garrincha – que ultrapassou a marca de 1,5 mil pacientes recuperados –, o da Polícia Militar e o modular de Ceilândia). “Não chegamos a esse ponto de graça. Foi com muito trabalho. A saúde trabalhou bastante para não faltar leitos”, destacou o governador Ibaneis Rocha.

Segurança Pública
A queda nos índices de criminalidade no DF não é a única boa notícia na área de segurança. Até o final de 2022, o DF deve ter 100% da cidade monitorada por câmeras. Hoje, há 877 instaladas. Serviço que vai reforçar e ajudar nos números que foram apresentados pelo secretário Anderson Torres.

“Os índices da Segurança Pública seguem bons. Crimes contra o patrimônio reduziram em 40% e o de homicídios continuam caindo. Já o feminicídio caiu 40% em 2020 em relação ao mesmo período em 2019”, pontuou o titular da SSP-DF.

Área social
Na área social, as pastas de Desenvolvimento Social (Sedes), Justiça e Cidadania (Sejus) e da Mulher elencaram programas em andamento.

A união destacada por Ibaneis foi reforçada pela secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha. Ela falou da boa condução dos programas de sua pasta, com um olhar especial para a oferta de alimento à população, por meio do programa Prato Cheio, e para o acolhimento das pessoas em situação de rua.

De janeiro a agosto deste ano, os 14 restaurantes comunitários do DF, administrados pela pasta de Desenvolvimento Social, entregaram mais de 4,7 milhões de refeições. Nesse total estão incluídas as marmitas oferecidas à população em risco social a partir de março, quando as unidades suspenderam atendimento presencial e passaram a entregar número ilimitado de quentinhas como forma de evitar aglomeração e, consequentemente, a disseminação do novo coronavírus.

As mais de 800 vagas oferecidas em abrigos à população em situação de rua foi outro ponto positivo levantado na reunião. Acolhimento que foi destaque nacional durante a live da Rede Suas, organizada pela Secretaria Nacional de Assistência Social, do Ministério da Cidadania.

A secretária de Justiça, Marcela Passamani, destacou o sucesso no programa Hotelaria Solidária e do bom andamento do Sua Vida Vale Muito, que tem levado serviços à população mais carente. Falou também sobre o aumento do número de socioeducandos ocupados em trabalhos na Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap), que passou de 1 mil para 2,7 mil, boa parte desse grupo a ser aproveitada no ramo da construção civil.

Pela Secretaria da Mulher, Éricka Filippelli falou sobre o Oportunidade Mulher. O programa oferece mais de 100 cursos on-line e gratuitos com o propósito de cuidar das mulheres, tendo nascido dos desafios relativos à autonomia feminina e à questão da violência doméstica em plena pandemia.

Consultoria jurídica
A Procuradoria-Geral do DF (PGDF) e a Consultoria Jurídica do GDF têm dado segurança para que as ações sejam tomadas dentro da legalidade, bem como os decretos funcionem plenamente.

Esta segurança jurídica proporcionada pela PGDF e pela Consultoria Jurídica, bem como o acompanhamento e a orientação da Controladoria-Geral do DF (CGDF), ajudaram a colocar o DF em destaque nacional na área de transparência. O projeto-pivô de tal êxito é o Portal Covid-19.

Dentro do guarda-chuva da CGDF, a Ouvidoria foi empoderada e se mostrou uma importante ferramenta na construção de políticas e ações de governo. Prova disso são as ações do GDF Presente, onde boa parte delas nasce a partir de sugestões da população. A CGDF também estabeleceu uma série de normativas, acumulando mais de três mil ações de controle.

Meio Ambiente
O trabalho integrado também foi visto nas falas do secretário do Meio Ambiente, Sarney Filho, do diretor-presidente do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Jair Tannús, e do presidente do Brasília Ambiental, Cláudio Trinchão.

Sarney destacou que a pasta de Meio Ambiente está perto de inaugurar a Central de Triagem e Reciclagem da Estrutural. Já Cláudio Trinchão lembrou dos 12 parques entregues pelo Brasília Ambiental e que outros oito serão finalizados.

Dentro do SLU, o foco tem sido viabilizar a instalação de 20 mil lixeiras e na construção de 60 papa-entulhos por todo o DF. Dez já foram concluídos e três deles estão com obras em andamento, dois em Santa Maria e um em Águas Claras.
Moradia e desenvolvimento urbano

A terceira etapa do Riacho Fundo II é destaque nas ações da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab). Por lá, as obras têm previsão de serem concluídas em janeiro de 2021, com três mil unidades habitacionais. No Sol Nascente/Pôr do Sol, o Parque do Sol teve mais 300 unidades entregues.

Na Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) os números também são positivos. Em agosto de 2020, a pasta alcançou a emissão de 1.369 alvarás, contra 665 do ano passado. Destes 1.369, 1.050 foram emitidos dentro de sete dias, cumprindo o compromisso desta gestão de desburocratizar o processo.

“O trabalho tem sido no sentido de contribuir com aprovação de obras”, disse o secretário Mateus Oliveira. Ele contou ainda que, neste mês, será convocada uma série de audiências públicas para debater temas como revisão da Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos); loteamentos fechados (muros e guaritas); e becos e áreas comuns do Lago Norte.
Cultura, Turismo e Esporte

Um dos setores mais afetados pela pandemia foi o da cultura. O secretário Bartolomeu Rodrigues lembrou do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), lançado em caráter emergencial, e da descentralização desses recursos. Afirmou também que o patrimônio do DF está bem cuidado e preparado para que, no momento oportuno, sejam reabertos os espaços para visitação. Outro ponto importante é que as obras do Teatro Nacional estão bem encaminhadas e o Museu de Arte de Brasília será entregue em outubro.

Titular do Turismo, Vanessa Mendonça lembrou a criatividade que o setor tem apresentado para driblar as adversidades. A secretária lembrou dos investimentos em curso na Rota do Cavalo, que fomenta o turismo rural da região. Destacou ainda as ações voltadas aos turismos cívico, ecológico e religioso.

Já a secretária de Esportes e Lazer, Celina Leão, contou que pretende aproveitar a ausência de público ocasionada pela pandemia para iniciar um grande projeto de reforma dos centros olímpicos e das quadras esportivas. Segundo ela, a pasta busca emendas parlamentares para viabilizar a ação.

Transporte e mobilidade
Para dar mais conforto aos usuários de ônibus, o secretário de Mobilidade, Valter Casimiro, disse estar em busca de recursos para viabilizar duas ações importantes: a construção de mais abrigos e de mais terminais rodoviários.

Outro destaque dado pelo gestor foi a condução na pasta de quatro parcerias Público-Privadas: VLT, Metrô-DF, Zona Verde e Rodoviária do Plano Piloto. Sem detalhar muito em que pé está cada um dos tópicos, Casimiro apenas destacou que as iniciativas são prioridade de governo como forma de melhorar a mobilidade no DF.


Foto: Renato Alves.



Objetivo é conhecer as opções dos leitores de Padre Bernardo-GO




A partir de hoje, 10, o Grupo Inova, reafirmando seu compromisso de estar cada vez mais próximo de seus leitores e prestar um serviço jornalístico relevante, lança a série MEU CANDIDATO. Trata-se de um conjunto de enquetes por meio das quais nossos leitores poderão, inicialmente, expressar qual o pré-candidato a prefeito de sua preferência e, em seguida, saber quais são as escolhas de seus concidadãos.

Participe dos nosso grupo ℹ📲 https://chat.whatsapp.com/CfQYmRwwHWHEd81WvpYN4s 🕵‍♂ Informe-se, denuncie!

Na enquete, veiculada em nosso portal, o leitor escolherá seu pré-candidato de preferência, durante um período de uma semana em que as escolhas estarão abertas. Como estamos em período de pré-candidaturas, todos aqueles que se autodeclararam candidatos à prefeitura de suas respectivas cidades, constarão como opção de voto nas enquetes. Após a conclusão, o resultado será tabulado e os números serão divulgados em nosso portal.

Já em relação às cidades que serão contempladas, o critério de escolha foi o da intersecção entre nossa área de cobertura, que é todo o estado de Goiás, e os municípios onde temos mais acessos.

Entendemos que este é o momento ideal para tal. Em pouco mais de uma semana, até o dia 16 de setembro, os pré-candidatos deverão ter formalizadas suas candidaturas, de modo que já se tem, na maioria das cidades, mais clareza de quem serão os pleiteantes ao cargo de chefe do executivo municipal, coisa que não teríamos se lançássemos a série antes. Similarmente, temos definidas duas datas centrais para o pleito eleitoral que, em função da pandemia, estiveram indefinidas: o período de campanha eleitoral, com início em 26 de setembro, e a própria data da eleição, com primeiro e segundo turnos, respectivamente, em 15 e 29 de novembro.

Nossa série de enquetes observa a legislação eleitoral, em especial a Lei das Eleições – nº 9.504, de 30 de setembro de 1997 - que não veda a veiculação de enquetes antes do período de campanha, proibindo-as após, e a Resolução TSE Nº 23.600, de 12 de dezembro de 2019, que, em seu art. 23, § 1º, assim define enquete: “Entende-se por enquete ou sondagem o levantamento de opiniões sem plano amostral, que dependa da participação espontânea do interessado, e que não utilize método científico para sua realização, quando apresentados resultados que possibilitem ao eleitor inferir a ordem dos candidatos na disputa”. O dispositivo legal define perfeitamente nossa série meu candidato.

Participe dos nosso grupo ℹ📲 https://chat.whatsapp.com/CfQYmRwwHWHEd81WvpYN4s 🕵‍♂ Informe-se, denuncie!

Enquete eleitoral: leitores podem indicar seu preferido entre os pré-candidatos, vote na ENQUETE pra PREFEITO e VEREADOR no município de Padre Bernardo-GO:




Inaugurado no mês de maio, o restaurante, que teve o cardápio assinado pelo Chef Wilson Brandão, traz como carro chefe as diversas modalidades de parmegiana        

 

Para os amantes de uma verdadeira parmegiana, eis que surge uma boa notícia. Brasília recebe em seu mercado gastronômico um novo restaurante especializado no prato: Aquela Parmê. Recém-inaugurado em maio desse ano, a casa especializada em parmegianas promete se tornar referência em suas variadas opções.

 

Aquela Parmê nasceu do desejo do empresário e amante de gastronomia Mauro Gonçalves que trabalhou com alimentação desde pequeno. O proprietário gerenciou o extinto Duetto Lounge Bar e Restaurante Lounge Bar, localizado no Pier 21. Com a chegada da pandemia e a suspensão as atividades em shoppings centers e por consequência o fechamento dos antigos estabelecimentos que atuava, Mauro observou uma tendência de mercado, que são as entregas. Dono de um paladar exigente, apaixonado por parmegianas e frustrado com suas próprias compras por aplicativos de delivery, surgiu a ideia de fazer algo diferente, pensando em criar uma experiência única para o cliente onde pudesse corrigir os erros cometidos por muitos restaurantes.

 

Mauro, que também era proprietário do antigo restaurante Casa da Comida, localizado no Vista Shopping, em Águas Claras, viu seu negócio ser atingido e ser fechado com a chegada da pandemia. Com o anseio de continuar atendendo seus clientes com a mesma excelência, trouxe a sua expertise no ramo alimentício e fez com a ajuda de muitos amigos o novo estabelecimento.

 

A casa, localizada em parte estratégica de Águas Claras, traz em seu cardápio uma variedade de parmegianas. O Filé Mignon à Parmegiana é o carro chefe. O prato é feito com uma carne macia empanada crocantemente e elaborada com um molho de tomate 100% caseiro e com aquele queijo derretendo, fazendo uma deliciosa combinação. Os acompanhamentos podem variar entre arroz e batata frita, arroz e puré de batatas, fettuccine ao molho sugo ou fettuccine ao alho e óleo. A iguaria pode atender uma (R$38,00) duas (R$72,00) ou quatro pessoas (R$139,00).

 

Além disso, o restaurante dispõe de   Polpetone à Parmegiana, com preços que variam entre R$32,00 e R$118,00, a depender da quantidade de clientes que queiram o prato. As opções de filé de frango à parmegiana (preços entre R$ 29,90 e R$99,00), sobre filé de sobrecoxa à parmegiana (preços entre R$ 32,00 e R$ 110,00), contra-filé à parmegiana (preços entre R$ 32,00 e R$ 118,00) e filé mignon suíno à parmegiana (preços entre R$ 28,00 e R$ 95,00) também estão no cardápio. Os acompanhamentos são fixos (arroz e batata frita ou arroz e puré de batata).

 

Para quem aprecia um bom peixe, o Aquela Parmê traz para seus clientes o filé de tilápia à parmegiana (preços entre R$ 35,00 e R$ 120,00), o filé de catfish à parmegiana (preços entre R$ 32,00 e R$ 110,00) e o camarão à parmegiana (preços entre R$ 55,00 e R$ 210,00).

 

Os vegetarianos também poderão degustar as receitas da casa com as opções beringela à parmegiana (preços entre R$ 22,00 e R$ 75,00) e abobrinha à parmegiana (preços entre R$ 22,00 e R$ 75,00).

 

Além da infinita variedades de parmegianas, os clientes poderão saborear as massas fetuccine ao sugo (R$ 24,00), fetuccine alho e óleo (R$22,00), bem como as opções de massas pennes e fetuccines, nas versões ao pomodoro e quatro queijos.

 

A casa está aberta de terça a domingo, de 11 às 22h. As entregas estão disponíveis pelos aplicativos (preços entre R$ 32,00 e R$ 110,00). A opção take-out tem 20% off pedindo pelo https://fastget.app/aquelaparme .

 

O Aquela Parmê chega ao mercado brasiliense seguindo todos os protocolos de higiene e segurança e promete trazer a veia nativa e muito rica que essa gastronomia tem.

 

 

 

Serviço: Aquela Parmê desembarca na Capital Federal
Endereço: Rua das figueiras número 6 loja 15 - Águas Claras, Brasília
Contato: (61) 98156-9038

Cardápio: https://fastget.app/aquelaparme .

Dias e Horários de Funcionamento: Aberto de terça a domingo das 11 às 22

Entregas pelos aplicativos Tonolucro, 99Food e UberEats

Take-out com 20% off pedindo pelo https://fastget.app/aquelaparme

O restaurante recebe os cartões das principais bandeiras, ticket restaurante, sodexo, alelo e Pic pay


 

A digitalização dos termos de compromisso de estágio viabiliza o trâmite para contratação de estudantes. Com a pandemia e a exigência do distanciamento social, essa nova modalidade desburocratizou o processo e garantiu a continuidade de seleção de estudantes para oportunidades de estágio

A Super Estágios está incentivando as empresas a aderirem à assinatura digital para não prejudicar os estudantes nos programas de estágios. A empresa percebeu, que no começo da pandemia, apenas 15% dos termos de estágio eram assinados no formato digital. “A migração para o digital fez com que conseguíssemos que 65% aderissem à assinatura na plataforma de maneira digital. Teoricamente, esses 65% perderiam o estágio se não existisse a possibilidade desse novo formato”, defende a diretora Kelly Aguiar. Segundo a Diretora da Super Estágios, migração para o novo modelo se deu pelo receio das instituições de o estudante perder a vaga de estágio.

 

A supervisora do Núcleo de Estágio do Centro Universitário IESB, Mariele Oliveira explica que há mais de um ano começaram a validar contratos por meio de assinatura digital. Para ela, a medida contribuiu de forma positiva. “O processo ficou mais ágil, o aluno não precisa mais se deslocar para colher as assinaturas. Essa ação aproximou o relacionamento do IESB com as agências de integração e com as empresas concedentes, além agilizar os prazos para validação dos documentos e diminuir o fluxo de atendimento presencial no Núcleo de Estágio”, explica.

 

Para Mariele, o novo processo calhou com o novo formato remoto de trabalho. “Se essa ação não fosse adotada, muitos alunos perderiam a oportunidade de realizar o estágio”. Somente no primeiro semestre de 2020, o Centro Universitário IESB teve 969 novos contratos de estágios assinados.

 

Já o Centro de Ensino Médio de Taguatinga Norte, aderiu à assinatura eletrônica há menos de um mês. O responsável pelo trâmite, Waldecyr Ribeiro explica que, anteriormente, o aluno apresentava o documento físico na secretaria e solicitava o carimbo e assinatura, para depois apresentar na empresa.  E que a migração para o novo formato não aconteceu apenas pela chegada da Covid -19. “Resolvemos aderir a assinatura eletrônica, não somente em virtude da pandemia, mas também pela facilidade que se dá ao andamento do processo para o aluno. Gostaríamos que todas as instituições adotassem esse método, pois facilita muito”, salienta.

 

 

ServiçoInstituições de ensino aderem sistema de assinatura digital para dar seguimento aos programas de estágios

Informações: https://www.superestagios.com.br

 



Novidade acerta em cheio os empresários que foram obrigados a migrar seus negócios para a internet. 

 

A pandemia mudou o curso de muitos negócios no país. Quem ainda não estava surfando nas ondas do digital teve que se reinventar para se manter no mercado. De olho nessa mudança e com o objetivo de auxiliar os clientes, a SysCoin Commerce – maior empresa de ecommerce do Centro-oeste - lançou um estúdio fotográfico para criar peças publicitárias de produtos que ficarão disponíveis na internet.

 

Segundo Leonardo Miranda, sócio proprietário da Syscoin Commerce, o espaço surgiu da necessidade dos próprios clientes, que não encontravam um serviço que fosse adequado, rápido e seguro para as suas lojas virtuais e foca em clientes que estão adaptando os seus negócios ao formato virtual.

 

“A diferença de um estúdio tradicional para o nosso é que o processo todo de reserva começa online, dando maior agilidade e comodidade. As fotos são liberadas rapidamente para que eles possam utilizar e fazer os cadastros nos ecommerces. Oferecemos também a fotografia e produção de produtos e joias com equipamentos específicos além de entregar as fotos já adaptadas e tratadas”, explicou.

 

Leonardo também pontua que esse é o primeiro estúdio de produção exclusivamente dedicado à publicidade para ecommerce, desde o suporte técnico, com o uso de equipamentos adequados, até o cadastro dos produtos na plataforma de vendas on-line.

 

 “Como o ecommerce tem crescido cada vez mais, o principal meio de divulgar um produto o ou serviço é com uso de fotos profissionais, seja para quem está vendendo algum produto ou algum profissional que queira passar uma boa imagem. Vale também lembrar que uma foto autoral demonstra maior credibilidade e confiança para o cliente aumentando as vendas”, finaliza.

 

A empresa oferece descontos para clientes e pacotes específicos para atender as diferentes demandas. O serviço conta ainda com maquiagem, suporte profissional presencial e auxílio para casting de modelos. 

 

 

 

Serviço: Maior empresa de Ecommerce do Centro -Oeste lança estúdio para potencializar negócios de lojas virtuais

Endereço: CA 01, SALA 469 SHOPPING DECK NORTE - Lago Norte, Brasília

Telefone: (61) 3968-1540

Site: https://syscoin.com.br/

 A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) encaminhou, hoje (9), um manifesto ao Ministério da Saúde, no qual pede que sejam tomadas providências urgentes para estimular a adesão às campanhas de vacinação e facilitar o acesso da população a esse serviço. O pedido dos pediatras ocorre após a revelação de que o país não atingiu a meta para nenhuma das principais vacinas infantis, conforme dados do Programa Nacional de Imunizações.


Edição Foto: Matheus Salomão 

A manutenção do quadro atual configura grave sinal de alerta para as autoridades sanitárias, diz a SBP. 

A presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria, Lucia Rodrigues Silva, disse que, independentemente do contexto da pandemia da covid-19, estratégias devem ser elaboradas de modo urgente para que pais e responsáveis possam manter as cadernetas de vacinação das crianças em dia. 

“O cuidado com a saúde das crianças e dos adolescentes é uma missão que recai sobre pais e responsáveis. Por isso, eles devem ser orientados a levar seus filhos aos postos de saúde. Trata-se de uma responsabilidade cívica com o bem-estar individual e coletivo, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente”, disse. 

No documento, a SBP pede ainda ao Ministério da Saúde que, juntamente com estados e municípios, garanta aos médicos e profissionais da saúde infraestrutura necessária para que o acesso às vacinas seja facilitado a todos. De acordo com a presidente da entidade, "há situações que podem ser analisadas, como ampliar o horário de funcionamento dos postos de saúde e fazer busca ativa de pessoas a serem imunizadas em locais de difícil acesso ou de maior vulnerabilidade social". 

Campanhas 

A SBP lembra em seu manifesto a importância de que o governo patrocine campanhas de esclarecimento contínuas em resposta às ações do movimento antivacina. Na avaliação dos pediatras, esse grupo, que tem agido em escala mundial, tem divulgado informações falsas e equivocadas sobre a importância da imunização de crianças e adultos, desestimulando a ida das famílias aos postos para vacinarem seus filhos. 

Foto: Agência Brasil

“Trata-se de um problema de saúde pública que precisa ser superado com o empenho de todos – políticos, lideranças, formadores de opinião, trabalhadores, profissionais da saúde e representante da sociedade organizada. Cada um deve assumir seu papel e responsabilidade para que o êxito do Programa Nacional de Imunizações seja mantido em favor do bem-estar, da saúde e da vida dos brasileiros”, destaca a SBP. 

Ao concluir o documento, a Sociedade Brasileira de Pediatria diz que “por meio de seus especialistas se coloca à disposição para contribuir com a elaboração das ações para aumentar a cobertura vacinal do país, acompanhando seu desenvolvimento e implementação atenta à sua missão de trabalhar pela defesa da infância e da adolescência”. 

A Agência Brasil pediu o posicionamento do Ministério da Saúde e aguarda retorno.

AGÊNCIA BRASIL
REDAÇÃO JK NOTÍCIAS

 A Câmara de Comércio Exterior (Camex), vinculada ao Ministério da Economia, decidiu nesta quarta-feira (9) zerar a alíquota do imposto de importação para o arroz em casca e beneficiado. A isenção tarifária valerá até 31 de dezembro deste ano. 


Foto: Agência Brasil

De acordo com a pasta, a redução temporária está restrita à cota de 400 mil toneladas, incidente arroz com casca não parboilizado e arroz semibranqueado ou branqueado, não parboilizado, de acordo com a Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM). Até então, a Tarifa Externa Comum (TEC) incidente sobre o produto era de 12%, para o arroz beneficiado, e 10% para o arroz em casca. 

A decisão foi tomada durante reunião do Comitê-Executivo de Gestão da Camex, a partir de um pedido formulado pelo Ministério da Agricultura. O colegiado é integrado pela Presidência da República e pelos ministérios da Economia, das Relações Exteriores e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

Alta nos preços 

O objetivo da isenção tarifária temporária é conter o aumento expressivo no preço do arroz ao longo dos últimos meses. De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea/USP), o preço do arroz variou mais de 107% nos últimos 12 meses, com o valor da saca de 50 kg próximo de R$ 100. Os motivos para a alta são uma combinação da valorização do dólar frente ao real, o aumento da exportação e a queda na safra. Em alguns supermercados, o produto, que custava cerca de R$ 15, no pacote de 5 kg, está sendo vendido por até R$ 40.

AGÊNCIA BRASIL
REDAÇÃO JK NOTÍCIAS

CLIQUE AQUI E VEJA MINHA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.