Empresas se unem e doam cobertores, itens de higiene e água para desabrigados na Bahia. Agência de comunicação de Brasília participa da campanha "Doe Amor, Doe Cobertor"



Empresas de todo o Brasil, e também pessoas físicas, estão unidas para ajudar as 715 mil pessoas afetadas após as enchentes na Bahia. Entre as iniciativas está a parceria da agência Qu4tro Comunicação e Assessoria Estratégica, de Brasília, com a Equipe Lepin Enxovais, empresa sediada em São Paulo.

Segundo a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), no balanço da última segunda-feira, as chuvas no estado da Bahia já causaram 26 mortes. No total, 715.634 pessoas foram afetadas em 166 cidades.

A agência de comunicação da capital do país enviou 509 cobertores e vários itens de higiene e água para a campanha "Doe Amor, Doe Cobertor". A iniciativa acontece há 8 anos, liderada pela Lepin, e conta com a participação de Organizações não governamentais (ONG´s), instituições públicas e privadas e muitos grupos sociais que colaboram em causas importantes.



União de forças
 "A cada ano aumenta nossa corrente e esse trabalho nos engrandece, solidifica e nos enche de orgulho. Orgulho em conhecer tanta gente boa, como o pessoal da agência Qu4tro, que cruzou nosso caminho para compartilharmos essa história", afirma Ivamir Guisso, representante do grupo Lepin Enxovais.

A CEO da agência Qu4tro Comunicação e Assessoria Estratégica, a jornalista Claudia Marques, conta que a "Social Qu4tro" é o braço humanitário da agência Qu4tro Comunicação e Assessoria Estratégica e tem a missão de cuidar das pessoas. "Nessa ação, também contamos com doações de médicos, jornalistas, estudantes e advogados de Brasília", ressalta Claudia.

"São 715 mil pessoas afetadas com as enchentes na Bahia e elas precisam de todos nós. Além das nossas doações, estamos arrecadando produtos de higiene pessoal e limpeza, alimentos não perecíveis, cobertores, roupas e garrafas de água potável", alerta a jornalista Claudia Marques.

Doações
A jornalista acrescenta que, caso alguém queira ajudar, basta entrar em contato pelo Instagram da empresa @4assessoriaestrategica ou pelo WhatsApp (61) 96425797. "Organizaremos a logística e vamos enviar alguém para buscar as contribuições para aqueles que perderam quase tudo com as chuvas", reforça.

"Essa tragédia da Bahia só nos prova que as pequenas atitudes, de pessoa para pessoa, são as mais valiosas pois é nelas que está a maior demonstração de respeito e amor ao próximo", finaliza Guisso.

A partir desta terça-feira (4), o Senac-DF abre novas oportunidades para a população do Distrito Federal. São 818 vagas em 36 cursos gratuitos de qualificação profissional. Entre as áreas ofertadas estão: Saúde, Administração, Moda, Tecnologia da Informação, Gastronomia, Beleza e mais. O prazo para inscrição vai até o dia 16 de janeiro, ou até todas as vagas ofertadas serem preenchidas. Para participar, é necessário acessar o link: https://www.df.senac.br/inscricao-psg/



A diretora regional do Senac-DF, Karine Câmara, explica que a missão da instituição é transformar vidas por meio da educação profissional. De acordo com ela, a ideia do Senac é ofertar cursos de qualidade para o maior número de pessoas. "Queremos ver as pessoas capacitadas para que ocupem as vagas disponíveis no mercado de trabalho da cidade. Estamos em um momento de retomada da economia na capital do País, após meses de crise. Os empresários precisam de mão de obra capacitada", informa. "O Senac está de portas abertas, com instrutores e uma estrutura de qualidade. Queremos gerar oportunidades e novos casos de sucesso", destaca Karine.

Karine explica ainda que as turmas ofertadas observam as características da modalidade presencial. No entanto, enquanto prevalecer a necessidade de adoção de medidas para contenção da disseminação da Covid-19, algumas das atividades educacionais serão desenvolvidas com apoio de recursos tecnológicos ou com atividades flexíveis entre modelos presenciais e remotos. "Os alunos podem ficar tranquilos que a instituição está tomando todos os cuidados e seguindo os protocolos e decretos governamentais", explica.

Para participar dos cursos do Programa Senac de Gratuidade é necessário possuir renda familiar per capita de até dois salários-mínimos; ter a escolaridade exigida para o curso escolhido; e não ter evadido ou desistido de outro curso PSG, com prazo igual ou inferior a um ano da data de evasão ou desistência. Vale ressaltar ainda que é obrigatória a participação do aluno no primeiro dia de aula para garantir a matrícula no PSG. Em caso de impedimento em comparecer ao primeiro dia de aula, o estudante deverá justificar a ausência por meio de processo formal, considerando os motivos amparados pelo Regimento Escolar do Senac-DF.

A classificação dos inscritos obedecerá aos seguintes critérios: atendimento aos requisitos de acesso, ordem de inscrição e quantidade de vagas ofertadas no curso escolhido. O resultado da classificação será divulgado até às 23h, no dia 21 de janeiro, no site do Senac-DF. O candidato tem até o dia 28 de janeiro para realizar a matrícula. Para acessar o edital com todas as regras para a participação, acesse o link: http://df.senac.br/psg/#/programa-senac-de-gratuidade

Em decisão liminar nesta terça-feira, dia 21 de dezembro, o presidente do Tribunal de Contas do Distrito Federal, Conselheiro Paulo Tadeu, autorizou a continuidade da licitação para a realização de obras no Setor de Oficinas Sul (SOF SUL), desde que determinações feitas anteriormente pelo TCDF sejam cumpridas

Fotos: Renato Santos.

Estimada em R$ 52,7 milhões, a Concorrência 10/2021 – DECOMP/DA, lançada pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), tem por objeto a contratação de empresa especializada para execução de serviços de drenagem pluvial, lagoa de detenção, pavimentação, sinalização, paisagismo, implantação de mobiliário urbano, calçadas e estacionamentos públicos no Park Sul/SOF SUL, que faz parte da Região Administrativa do Guará (RA-X).

Por meio do Despacho Singular 351/2021 – GCMM, referendado pela Decisão no 4343/2021, o Tribunal havia determinado à Novacap e à Secretaria de Estado de Obras e Infraestrutura do Distrito Federal - SO que suspendessem o certame. A Corte determinou também uma série de correções relacionadas à elaboração da planilha orçamentária e do projeto de pavimentação; à necessidade de estudo comparativo para justificar os preços praticados na planilha de referência para os insumos asfálticos;  ao uso de concreto para a execução das calçadas, entre outras.

Ao analisar a manifestação da Novacap, o corpo técnico do TCDF apontou que o cumprimento das medidas foi parcial. No entanto, as pendências restantes são de fácil regularização, responsabilização e não configuram risco de prejuízo ao interesse público. Por esse motivo, o presidente do TCDF liberou o procedimento licitatório após a realização das seguintes correções: inserção do nome do responsável técnico pelos projetos de pavimentação e correção das siglas referentes à RA.



Essa é a quinta UPA entregue neste governo à população do DF


  O governador Ibaneis Rocha inaugurou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Planaltina, a primeira da região administrativa para os moradores e a quinta de uma série de sete UPAs que vêm sendo construídas neste governo em todo o Distrito Federal por intermédio do Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal (IGESDF), que também vai gerir essas unidades.  

Fotos: Aurea Santos.

A primeira UPA inaugurada neste governo foi em Ceilândia em 24 de setembro, a segunda no Paranoá em 18 de outubro, a terceira no Gama em 27 de outubro, e a quarta no Riacho Fundo II em 17 de dezembro. Mais duas serão inauguradas em breve em Brazlândia e Vicente Pires, totalizando sete novas UPAs. Juntas, as sete novas UPAs, quando estiverem em pleno funcionamento, vão poder atender 31.500 pessoas por mês.

"Quando a gente tira do papel sete UPAs, 21 UBSs, a UTI e a radiologia do Hospital de Planaltina, o maior Hospital Oncológico do Centro-Oeste, nós sabemos que esse grupo político está trabalhando pelo DF. Isso mostra que nós temos feito muito pela saúde", disse o governador Ibaneis Rocha, durante a inauguração.

"Desde setembro estamos inaugurando UPAs. A unidade de Planaltina é a quinta. Pode parecer que é fácil, mas lembro que elas foram construídas em plena pandemia, com falta de material, então essa desestruturação no país repercutiu aqui. Mas, estamos inaugurando uma estrutura com 146 funcionários e um atendimento 24h com humanidade", lembra o presidente do Iges-DF, Gislei Morais.

A UPA Planaltina vai atender 4,5 mil pessoas por mês e recebeu o investimento de R$ 6,627 milhões em obras e R$ 1,742 milhão em equipamentos e mobília. Com funcionamento 24h, a UPA atende casos de urgências e emergências de clínica médica, como pressão alta, febre alta, sintomas respiratórios como falta de ar, desmaio, convulsão, diarreia aguda, infecção do trato urinário, dor abdominal, entre outros casos.

Uma infinidade de atendimento que aproxima a saúde da população. Proximidade que o governador Ibaneis Rocha destaca ao lembrar das entregas feitas neste governo. "Quando a gente tira do papel sete UPAs, 21 UBSs, a UTI e a radiologia do Hospital de Planaltina, o maior Hospital Oncológico do Centro-Oeste, nós sabemos que esse grupo político está trabalhando pelo DF. Isso mostra que nós temos feito muito pela saúde", diz o governador Ibaneis Rocha.

Também foram contratados por processo seletivo feito pelo IGESDF 146 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros, técnicos e outros colaboradores que vão atender os pacientes. Eles foram convocados e passaram por treinamento teórico e prático nas outras UPAs.

INFRAESTRUTURA – Localizada no Setor Habitacional Mestre D'armas, Q 23 MD 2 Lt 1, Planaltina/DF, a UPA possui uma área de 1,2 mil metros quadrados e conta com dois leitos de atendimento crítico emergencial na Sala Vermelha, seis leitos de observação e um leito de isolamento na Sala Amarela, 10 poltronas de medicação/inalação e reidratação na Sala Verde e três consultórios. A possui uma sala para classificação de risco.

O IGESDF equipou a unidade para realizar exames laboratoriais de urgência, eletrocardiografia e raio-X. O equipamento de raio-x e o laboratório não são obrigatório nas UPAs, conforme normatização do Ministério da Saúde. Mas o IGESDF decidiu oferecer mais esses serviços.

ATENDIMENTO – A UPA Planaltina vai funcionar todos os dias 24 horas. Os médicos prestam socorro, prescrevem medicamentos e exames e analisam se é necessário encaminhar os pacientes a um hospital, mantê-lo em observação por 24 horas ou dar alta após o atendimento.

Todas as novas UPAs também terão Sala de Ensino, onde os profissionais terão treinamentos e cursos de atualização permanentes fornecidos pela.  Além disso, os médicos da UPA também poderão contar com o suporte de médicos especialistas do Hospital de Base pela telemedicina, que é uma consultoria prestada via transmissão online, bem como com telediagnóstico em que os médicos do Hospital de Base farão os laudos dos exames de eletro. As três ações são promovidas pela DIEP.

CAPACIDADE – As sete novas UPAs do IGESDF seguem o modelo Porte I – Opção 3. As sete UPAs, quando todas estiverem em pleno funcionamento, vão poder atender 31.500 pessoas por mês, o que vai contribuir para desafogar o pronto-socorro dos hospitais da rede pública, como o Hospital Regional de Santa Maria, administrado pelo IGESDF.

 Cada unidade nesse modelo tem o seguinte padrão:

Área Construída: 1.200 m²

Capacidade de Atendimento/mês: 4.500 pessoas.

Sala Verde: 10 poltronas de medicação.

Sala Amarela: 6 leitos de observação e 1 leito de isolamento

Sala Vermelha: 2 leitos de atendimento crítico emergencial

Consultórios: 3

Área de classificação de risco: 1

Conheça o top 10 produtos mais importados pelo Brasil no fim de ano. Aeronaves e produtos eletrônicos lideram a lista, de acordo com levantamento da Logcomex

 O setor de comércio exterior tem crescido no Brasil. Ao longo dos últimos anos, vários produtos chegaram ao País por via aérea, marítima e terrestre, e as festas de fim de ano intensificam ainda mais esse volume.

Para entender melhor esse comportamento, a Logcomex, startup que oferece soluções de big data e automação para o comércio exterior, fez um levantamento dos principais produtos importados pelo Brasil entre setembro e dezembro de 2020. Em primeiro lugar, aparece o setor aéreo com "Outros aviões ou aeronaves com peso superior a 15 mil kg". Eles foram responsáveis por movimentar US$ 1.718.100.292,00. O segundo e quarto lugar da lista também estão relacionados ao segmento, com os turborreatores de empuxo e peças relacionadas a esse mesmo item, gerando US$ 865.053.759,36 e US$ 663.264.538,40, respectivamente

Os produtos eletrônicos transportados por via aérea ajudaram a diversificar a lista. Partes para aparelhos de telefonia e telegrafia chegaram ao valor de US$ 726.165.277,10, enquanto terminais portáteis de telefonia celular batem US$ 308.970.639,58 em importação no Brasil. Os SMD, ou Surface Mounted Dev, como processadores e controladores combinados com memórias renderam US$ 591.993.722,96. Ainda na área de tecnologia, circuitos integrados monolíticos foram responsáveis pela movimentação de US$ 256.506.033,54. "Os chips estão em falta no mundo todo, fazendo com que sejam produtos bastante procurados desde o último fim de ano",  explica Helmuth Hofstatter, CEO da Logcomex

Além disso, a empresa revela que vár
ios medicamentos importantes para a saúde pública chegam ao Brasil pelo sistema aéreo, como comprimidos e vacinas. Produtos imunológicos apresentados em doses ou acondicionados para venda a retalho geraram US$ 332.522.137,78, enquanto outras vacinas para a medicina humana, em doses, movimentaram US$ 241.560.777,06 no setor de exportação transportadas por aeronaves. "Isso foi muito influenciado pela importação de vacinas de combate a Covid-19, no final do ano passado", comenta Helmuth.

Outro setor que gera grande lucro ao ramo logístico é o transporte de obras de arte, como quadros, pinturas e desenhos feitos inteiramente à mão, alcançando US$ 289.598.590,39 em valores de importação.

Confira o top 10 modal aéreo:

Outros aviões e outros veículos aéreos, de peso superior a 15.000 kg, vazios - US$ 1.718.100.292,00;
Turborreatores de empuxo superior a 25 kn            -  US$ 865.053.759,36;
Outras partes para aparelhos de telefonia/telegrafia -  US$ 726.165.277,10;
Partes de turborreatores ou de turbopropulsores -  US$ 663.264.538,40
Processadores e controladores, mesmo combinados com memórias, conversores, circuitos lógicos, amplificadores, circuitos temporizadores e de sincronização, ou outros circuitos, montados, próprios para montagem em superfície (smd - surface mounted dev)          -  US$ 591.993.722,96;
Outros produtos imunológicos, apresentados em doses ou acondicionados para venda a retalho -  US$332.522.137,78;
Terminais portáteis de telefonia celular -  US$ 308.970.639,58;
Quadros, pinturas e desenhos, feitos inteiramente à mão -  US$ 289.598.590,39;
Outros circuitos integrados monolíticos -  US$ 256.506.033,54;
Outras vacinas para medicina humana, em doses -  US$ 241.560.777,06.

Confira o top 10 do modal marítimo:

Plataformas de perfuração ou de exploração, flutuantes ou submersíveis - US$ 8.791.410.864,00;
Barcos-faróis/guindastes/docas/diques flutuantes, etc. - US$ 3.139.419.915,54;
Outras embarcações, inclusive barco salva-vidas, exceto os barcos a remos         - US$1.637.883.841,97;
Gasóleo (óleo diesel) - US$ 1.259.236.310,32;
Outros cloretos de potássio - US$ 849.548.538,49;
Uréia, mesmo em solução aquosa, com teor de nitrogênio (azoto) superior a 45 %, em peso, calculado sobre o produto anidro no estado seco - US$830.875.797,32;
Outras caixas de marchas - US$659.743.754,92;
Cátodos e seus elementos de cobre refinado, em formas brutas - US$579.360.562,71;
Diidrogeno-ortofosfato de amônio (fosfato monoamônico ou monoamoniacal), mesmo misturado com hidrogeno-ortofosfato de diamônio (fosfato diamônico ou diamoniacal)     - US$552.289.533,63;
Óleos brutos de petróleo - US$521.484.781,34.

Sobre a Logcomex

Fundada em 2016, pelos empreendedores Helmuth Hofstatter Filho e Carlos Souza, a Logcomex é uma startup que revoluciona o comércio exterior com automação e Big Data. Oferecendo produtos para toda a cadeia do comércio exterior, a Logcomex atua em duas frentes: inteligência comercial (informações do mercado) e automação de tarefas (com organização e centralização de informações do cliente).



O parlamentar explicou que somente 30% do material reciclável recolhido pela empresa que presta serviço ao SLU é reaproveitado

Fotos: Rogério Lopes.

O veto do governador a dispositivo da lei nº 6.982/2021, que institui a Política Brasília Lixo Zero, impedindo que as cooperativas de catadores sejam responsáveis pela coleta seletiva no Distrito Federal levou o autor da norma, deputado Delmasso (Republicanos), a apelar aos colegas pela derrubada do veto. Na sessão ordinária da Câmara Legislativa desta terça-feira (7), o parlamentar argumentou que haverá ganhos educativos e de produtividade caso a determinação seja mantida.

Delmasso explicou que somente 30% do material reciclável recolhido pela empresa que presta serviço ao SLU é reaproveitado. "Em Vancouver (Canadá), onde a coleta seletiva é realizada pelas próprias cooperativas, o aproveitamento chega a 90%", exemplificou.

A lei do Lixo Zero, que pretende minimizar o despejo de materiais recicláveis diretamente no meio ambiente, foi publicada no Diário Oficial do DF no dia 29 de novembro último. "Além de justiça social com os catadores, está comprovado que  a coletiva seletiva é mais efetiva nas mãos dos catadores", afirmou.



O embaixador de Belarus no Brasil, Sergey Lukashevich, abriu as portas da Embaixada no dia 10 de dezembro (sexta-feira) para receber jornalistas e comunicadores da área internacional, integrantes da ABRAJINTER (Associação Brasileira de Jornalistas e Comunicadores da Área Internacional e Diplomática) para uma explicação acerca dos avanços socioeconômicos de seu país, e também sobre o fortalecimento das relações bilaterais com o Brasil.

Neste ano de 2021, Belarus obteve aumento de sua produção industrial em aproximadamente 8%, e aumento das exportações em 32%, com a invejável taxa de desemprego de 3,9%, uma das menores taxas de toda a comunidade internacional.

Apesar da distância geográfica, o Brasil é um dos principais parceiros econômicos de Belarus figurando entre os 10(dez) mais importantes.

70% da frota aérea de Belarus foi fornecida pela brasileira Embraer, em contrapartida, 25% dos fertilizantes à base potássio utilizados no agronegócio brasileiro são provenientes de Belarus.

Para além do comércio bilateral, as iniciativas de apoio recíproco para atuação na comunidade internacional, tem estreitado ainda mais os laços entre Brasil e Belarus.

Contudo, a parceria está em crescente desenvolvimento e o comércio para 2022 é bastante promissor.

Os produtos brasileiros que mais despertam interesse, considerando o mercado interno consumidor de 10 milhões de habitantes, são os bens de primeira necessidade como carnes, frutas, legumes, chocolate, castanhas , queijo, frutas e legumes congelados e mistura de legumes.

A parceria Brasil e Belarus é crescente e apresenta excelentes oportunidades de investimento.

O Embaixador enfatizou também que cada país deve ter o direito de manter a sua autonomia e decidir sobre seus assuntos internos sem a intervenção de outros que se consideram superiores.

O jantar aconteceu de forma amistosa e cordial mostrando a simpatia e receptividade do povo Bielorrusso.











CLIQUE AQUI E VEJA MINHA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.