O empresário Pablo Marçal e o ator Jorge Coutinho poderão nortear a cultura nacional, que pede socorro!


Artigo escrito pelo jornalista Walter Brito

É claro e notório que educação, saúde, segurança, política e corrupção, meio ambiente, desenvolvimento tecnológico, política externa, agricultura, empreendedorismo, entre outros, são temas obrigatórios no plano de governo para quem quer disputar a Presidência da República como o megaempresário goiano, radicado em São Paulo, Pablo Marçal (PROS/SP).

Contudo, a cultura, que é a referência de qualquer nação, também é prioridade, principalmente a nossa, que sempre foi tão forte e está em frangalhos com artistas passando fome Brasil afora. Convidamos para a entrevista em pauta o ator e produtor cultural Jorge Coutinho, filiado ao PROS do Rio de Janeiro, 87 anos de idade e 63 anos na defesa inconteste da cultura brasileira, 61 dos quais em parceria com o ator Milton Gonçalves, que se recupera em sua casa na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, quando há dois anos sofreu três AVCs.


Foto no primeiro lançamento do livro: 'Memórias de uma família negra brasileira', de autoria do jornalista e bacharel em Direito Walter Brito em 2006 no Teatro Nacional em Brasília. Da esquerda para a direita, os atores Cosme dos Santos, Jorge Coutinho e Milton Gonçalves. Em seguida, os saudosos pais do autor, Vespasiano (sentado ao lado do Milton) e Dejanira em pé, e o filho e jornalista Walter Brito


Perguntamos a Jorge Coutinho se vale a pena sua luta de mais de seis décadas a favor da cultura neste momento de nossa história, vendo os teatros, cinemas e casas de espetáculos fechadas. Embora com quase 90, o filiado do PROS foi rápido e contundente na resposta e contou mais história para consolidar sua resposta: "Fernando Pessoa disse que 'tudo vale a pena se a alma não é pequena'. A alma do povo brasileiro é grandiosa como é o nosso país! Eu em minha infância carreguei lata d'água na cabeça para ajudar minha mãe. Em minha juventude plena ganhei dinheiro como bombeiro eletricista no Copacabana Palace aqui no Rio, para pagar o meu curso de teatro no Tablado, sob a batuta de minha saudosa amiga Maria Clara Machado. Fui lançado no início de minha carreira artística pela também saudosa e gloriosa Elza Soares.


A parceria de 61 anos entre Jorge Coutinho e Milton Gonçalves foi interrompida quando Milton sofreu três AVCs e se encontra em tratamento em sua residência no Rio.


Logo saí pelo Brasil pregando a reforma agrária no Teatro, o que me custou um bom período de exílio na Argentina durante a ditadura militar. Ao voltar, protagonizei, ao lado da atriz Djenane Machado, o primeiro beijo inter-racial na novela Passos dos Ventos, de outra grande amiga que já se foi, a Janet Clair. Obviamente que para a tradicional alta sociedade brasileira, tratou-se de um escândalo à época, o que aconteceu no glorioso ano de 1967. Lembro-me que nos EUA, o primeiro beijo inter-racial só ocorreu em 1968. Portanto, a alma brasileira presente, e à frente.

Naquele período ainda sob o regime de força, ainda assim, permanecemos tendo alma grandiosa e continuamos audaciosos! Tive o prazer de ser presidente da Rádio Roquete Pinto, num tempo em que o rádio era o primeiro veículo do país, e o meu vice era simplesmente Mário Lago. 


O atual prefeito do Rio Eduardo Paes e o ator Jorge Coutinho se encontram no ensaio na Passarela do Samba, dias antes do último carnaval no Rio. No dia oficial do carnaval Coutinho desfilou pelo Salgueiro


Fiz dezenas de novelas e filmes como ator e com mais de 70 anos, quando trabalhei na novela Bicho do Mato, onde o meu personagem era o pai da Camila Pitanga, eu fui chamado pelo então presidente nacional do MDB e ex-governador de Goiás, Maguito Vilela para subir em um palanque na cidade de Flores de Goiás. Naquele momento beijei a bandeira do Brasil e agradeci centenas de crianças e jovens que gritavam o nome de meu personagem da novela que estava no ar, o que me deixou muito satisfeito, pois o povo brasileiro é alegre e feliz, apesar dos pesares!


Liza Minnelli e Jorge Coutinho curtem férias na capital maravilhosa, o Rio de Janeiro nos anos 70


Na produção cultural eu fui o diretor-geral do Teatro Opinião no Rio de Janeiro, quando surgiram para o grande público figuras simbólicas da cultura brasileira, como Cartola, Nelson Cavaquinho, Dona Ivone Lara, Clementina de Jesus, Zé Kéti, Clara Nunes, Conjunto Nosso Samba, Alcione, entre outros. Foi especial para minha trajetória ter produzido o Show: 'As Rosas Não Falam', tendo como intérprete a   Beth Carvalho.  Tive a satisfação de ter feito toda a produção da carreira do Cartola.

Por isso, meu caro jornalista Walter Brito, é claro que valeu a pena trabalhar pela cultura nos últimos 63 anos", arrematou Coutinho, que em sua juventude namorou uma das atrizes mais famosas de Hollywood nos EUA. Questionamos a Jorge sobre a famosa de Hollywood que foi sua noiva, ele tergiversou e preferiu contar que tem um filho formado em Administração em Manchester, no noroeste da Inglaterra,  que trabalha em uma grande empresa na Alemanha, e outro filho que é engenheiro eletrônico, também pós graduação fora do país e trabalha no Rio de Janeiro. Sobre Hollywwod, ele argumentou o seguinte: "Hollywood ainda é hoje o maior símbolo da produção de audiovisual do mundo, mas nunca fui convidado para trabalhar lá.


Foto da campanha na eleição para prefeito do Rio em 2020: a deputada Clarissa Garotinho e Jorge Coutinho na defesa do 90. O destino conduziu Coutinho novamente, e ao lado de outro jovem, o presidenciável Pablo Marçal Agora - 90

Por outro lado, eu enviei três filmes que eu e o Milton Gonçalves ajudamos a produzir sobre o Carnaval para a Nigéria, e estou em negociação para participar, aos 87 anos bem vividos, de um filme que será produzido pela Nollywood instalada na Nigéria na África, que é a segunda produtora de filmes do planeta Terra", argumentou o ator, que foi presidente do Sindicato dos Artistas do Rio de Janeiro - SATED por oito anos na última década. 


Jorge Coutinho e os amigos: Martinho da Vila, Milton Gonçalves e Carlinhos de Jesus

Pedimos para o contratado da Globo contar sua relação com a política nacional, ele sorriu e falou com firmeza e convicção: "Nos velhos tempos, ainda muito jovens, eu, o Milton Gonçalves e João Saldanha éramos formadores de opinião de muita gente que virou políticos importantes. Depois aprendi muito com o professor Darcy Ribeiro e com o doutor Ulysses Guimarães. Este me levou para o MDB no início de sua criação. Fiquei no partido desde a fundação até me filiar ao PROS em 2020, quando fui candidato a vice-prefeito do Rio, ao lado da deputada federal Clarissa Garotinho. O senador Álvaro Dias me convidou para o Podemos, onde passei poucos meses, até receber o convite do novo presidente nacional do PROS, o Marcus Holanda, que me foi apresentado por você, meu caro Walter Brito, pré-candidato a deputado pelo PROS de São Paulo. Estou muito feliz no partido, que tem um presidenciável arrojado, que é o jovem de 35 anos Pablo Marçal e certamente vamos conversar muito sobre a cultura, a ser inserida no seu plano de governo.

Quando eu soube da pré-candidatura do Pablo, que encaminhou milhares de jovens no mundo do empreendedorismo, eu virei menino de internet e fui conhecer o trabalho que ele já faz a favor dos jovens brasileiros. Lembrando, que em nosso Brasil existem milhares de desempregados e a maioria vivendo de favores de seu próximo. O Pablo quer criar milhares de empresas e eu estou com ele! Sou pré-candidato a deputado federal pelo PROS/RJ e no sábado dia 14, às 14 horas, eu estarei na Rua Araújo, 141 - República - Nobile Hotéis - São Paulo -SP, quando ocorrerá a inauguração da sede do PROS em São Paulo com a presença de nosso pré-candidato ao Palácio do Planalto, Pablo Marçal, AGORA - 90", concluiu o pré-candidato a deputado federal pelo Rio de Janeiro.


Pablo Marçal e Nise Yamaguchi classificam o debate nacional na economia, alta tecnologia e saúde publica

Texto escrito pelo jornalista Walter Brito

A avenida Paulista simboliza o poder econômico do Brasil e, junto com a Esplanada dos Ministérios em Brasília, o poder político! Obviamente, que a eleição presidencial se aproximando, passará pelas duas. Por isso, os partidos políticos se estruturam de forma muito forte no Estado mais rico e carro-chefe da nação que é São Paulo. Enquanto Brasília elegerá oito deputados federais no dia 2 de outubro, o Estado de São Paulo elegerá setenta. De olho na disputa presidencial no suposto final da pandemia da Covid-19, o Partido Republicano da Ordem Social, que tem uma razoável representação na Câmara Federal e no Senado, na primeira vez em sua história, ao que tudo indica, terá um candidato ao Palácio do Planalto, o megaempresário goiano, o jovem de 35 anos Pablo Marçal. 



O presidente estadual do PROS Roberto Parillo e o presente nacional Marcus Holanda. Os dois trabalham unidos por um Brasil igual e desenvolvido


O competente presidente estadual do PROS Roberto Parillo, que em tempo recorde, após ter assumido a direção da legenda no Estado, conseguiu fechar a nominata que disputará com muita dignidade o pleito de 2022, trabalha dia e noite para a importante inauguração que ocorrerá neste sábado, 14/5 às 14 horas, na Rua Araújo, 141 - República Nobile Hotéis - São Paulo-SP. Vale ressaltar que a famosa médica Nise Yamaguchi, que foi disputada por diversos partidos, percebeu que o seu melhor caminho seria o PROS, onde é pré-candidata ao Senado.


Na foto, o vice-presidente nacional do PROS Amaruri Pinho, pré-candidato a deputado federal por Brasília; a secretária nacional da mulher, Sandra Caparrosa e o presidente estadual Roberto Parillo


O PROS é presidido nacionalmente pelo policial civil aposentado Marcus Holanda, tendo como vice o advogado Amauri Pinho.


Na foto, o advogado e vice-presidente nacional do PROS Amauri Pinho, a secretária nacional da mulher, Sandra Caparrosa e o secretário nacional do PROS Edmilson Boa Morte


Todos os citados e também diversos pré-candidatos a deputado estadual, federal e convidados participarão do grande encontro, quando o presidenciável Pablo Marçal junto com a senadorável Nise Yamaguchi concederão entrevista coletiva à imprensa.


Pablo Marçal e este repórter, jornalista Walter Brito, pré -candidato a deputado federal pelo PROS do Estado de São Paulo


Segundo diversos analistas políticos do Brasil e do exterior, o pleito do dia 2 de outubro é imprevisível e tem ingredientes importantes para ser o mais disputado de todos os tempos da história política brasileira. Um dado importante e fundamental é que 68,5% dos brasileiros e brasileiras de todos os cantos não decidiram de forma espontânea em quem votar para presidente do Brasil.


Momento da gravação de um filme de divulgação da pré-campanha de Pablo Marçal, sempre ao lado do presidente Marcus Holanda de camiseta Branca


Pablo Marçal deverá ser lançado ainda no mês de maio oficialmente pelo PROS em um grande evento na capital brasileira e, possivelmente, no Monumento JK. Por uma bela coincidência do destino, Juscelino Kubitschek de Oliveira, construtor de Brasília, é o inspirador político do presidenciável Pablo Marçal, que enquanto ouve na pré-campanha o povo brasileiro, elabora um plano de governo consistente para o destravar da nação, que embora seja efetivamente a mais rica do planeta Terra, tem 12 milhões de desempregados, 23 milhões de subempregados, e a classe média que ajuda a levar o país nas costas paga impostos exorbitantes. Neste sentido, a crise da pandemia diminuiu os seus ganhos, quando muitas empresas faliram. Acreditamos firmemente que o jovem Pablo Marçal acrescentará muito ao debate rumo ao Palácio do Planalto.

Por meio de sua obra literária e suas palestras Brasil e mundo afora, o jovem proprietário de 27 empresas tem ensinado milhares de jovens a empreender. Desejamos sucesso ao PROS de São Paulo e nacional. Que a legenda contribua muito com a democracia em nossa país e que seja uma nova esperança para o nosso povo trabalhador e ordeiro, mas que necessitamos de novos métodos para nos inserir entre os primeiros em desenvolvimento econômico, tecnológico, e que nossa espiritualidade e nossa fé se tornem cada vez mais fortes!

O megaempresário Pablo Marçal é pré-candidato à presidência da República. Na foto diante de 30 mil pessoas na Arena de Barueri -SP, ele mostra que pretende disputar o segundo turno e vencer!

Por Eunice Lourenço

O bem-sucedido empresário brasileiro Pablo Marçal, cuja Plataforma Central de suas 27 empresas localiza-se em um elegante edifício no bairro de Alphaville em São Paulo, ao que tudo indica, demonstra ter grande admiração por Juscelino Kubitschek de Oliveira. Pablo que lançou sua pré- candidatura diante de 30 mil pessoas na Arena Barueri no domingo, 1/5/2022, já dá sinais de que não será um presidenciável para fazer figuração nas eleições do dia 2 de outubro próximo.


O jornalista Walter Brito (foto com o Pablo) fez 9 perguntas ao presidenciável, na coletiva que tinha jornalistas do Brasil e do exterior

Na entrevista coletiva que concedeu hoje, 6/5, para dezenas de veículos do Brasil e do exterior, o jovem presidenciável de 35 anos, que além de investidor na área imobiliária, ele também é fazendeiro e produtor rural, entre outras atividades. Marçal mostrou segurança na discussão referente aos seus planos para administrar o país em diversas áreas, tais como economia, saúde pública, tecnologia, educação, produção agrícola, indústria, emprego, empreendedorismo, relações internacionais, pandemia, e como destravar o Brasil para o pleno desenvolvimento de acordo com os ditames da modernidade e as novas tecnologias.


A empreendedora fluminense, que é poliglota  e vive em Brasília há 29 anos, ao que tudo indica, quer continuar morando em Brasília e de olho no Palácio do Jaburu, pois é cotada para ser escolhida como vice do Pablo

De forma tranquila, Pablo respondeu, com muita atenção e sabedoria, às perguntas formuladas tanto presencial, como virtualmente. Questionado pelo jornalista Walter Brito (que é pré candidato a deputado federal pelo PROS de São Paulo), referente a sua possível vice, que deverá ser uma mulher negra e de preferência divorciada, o pai de família Pablo Marçal aproveitou para dizer que está avaliando junto com sua assessoria os nomes de mulheres negras das diversas regiões do Brasil, que lhe foram sugeridos, e ainda no mês de maio, que é o mês das mães, ocasião muito significativa para ele e para a maioria de brasileiros de todos os cantos, neste mês, portanto, ele dará o veredito e deverá apresentar sua vice em um importante evento político e para a divulgação de sua pré-candidatura em Brasília. 

A primeira afrodescendente a ocupar a posição de CEO no Brasil e um dos raros nomes da América Latina,  Raquel Maia, 51 anos completos, também poderá ter uma conversa com o presidenciável do PROS, o jovem de 35 anos

Neste sentido, a jornalista piauiense Jardênya publicou em um de seus sites os seguintes nomes que estão sendo analisados em conjunto com o PROS, o presidenciável e sua assessoria. A advogada brasiliense, doutora Gisele Reis; o cabo da Polícia Militar de São Paulo, Fátima Aparecida dos Santos, conhecida no meio político como Pérola Negra. 

Fátima Aparecida dos Santos, a Pérola Negra e cabo da gloriosa polícia do Estado de São Paulo já chega com 700 mil votos, obtidos em 2018, quando foi candidata a vice-governadora pelo Estado mais rico do Brasil. Divorciada e com 53 anos completos, Fátima quer ser ouvida pelo PROS e o Marçal.


Pérola concorreu às eleições de 2018 como vice-governadora de São Paulo, quando sua chapa obteve cerca de 700 mil votos e ficou em quinto lugar entre as doze chapas que disputaram o pleito. 

A doutora  Gisele Reis é uma advogada muito conceituada em Brasília, trabalha na TV Justiça, é conhecedora profunda da causa negra e foi candidata a vice de Evandro Pertence na disputa da OAB/DF 2021. Evandro é filho do eterno presidente da Suprema Corte Sepúlveda Pertence.


Outra pessoa que está sendo sondada, segundo a jornalista piauiense, é a famosa ex-CEO da Lacoste, a afrodescendente Raquel Maia.


A advogada Luciana Oliveira é paulistana, empreendedora e almeja se encontrar com a direção do PROS e quiçá - morar no Palácio do Jaburu em Brasília, a partir de 2023?

Também no páreo, a marqueteira política, professora de português e também especializada em língua brasileira de sinais - LIBRA, a professora de Aparecida em São Paulo, Roseli Bastos de Melo; a advogada, empreendera na área de energia solar e produção artística Luciana Oliveira, e a empreendedora brasiliense Dora Gomes.


A marqueteira Roseli também faz parte da lista de mulheres negras, a ser avaliada pelo Pablo, sua assessoria e os dirigentes do Partido Republicano da Ordem Social -PROS


Importante lembrar que o presidenciável, que foi recebido recentemente pelos ex-presidentes Fernando Collor de Mello, José Sarney e Michel Temer, disse na coletiva de hoje que antes da convenção de seu partido, pretende se encontrar com o presidente Jair Bolsonaro, com o ex-presidente norte -americano Barack Obama e a vice-presidente dos EUA Kamala Harris.

No final, o Pablo Marçal disse que, caso vença o pleito para presidente do Brasil, seu governo será de diálogo e a mulher será tratada por quem entende de mulher: "Governar é como administrar sua família, você tem que dialogar o tempo inteiro com sua mulher e com todos os filhos, mais velhos e os mais novos e manter a maioria na mesa do diálogo, mesmo que alguns se levantem! Eu entendo de mulher, pois só me casei uma vez, o que não aconteceu com determinados presidenciáveis que se casaram diversas vezes. Por isso eu entendo mais de mulheres do que eles. Nesse sentido, eu vou criar o Ministério da Mulher e dar a dignidade e o protagonismo que a mulher precisa ter", concluiu.

Secretário municipal de Mobilidade, Horácio Mello afirma que técnicos estudam mudanças há cerca de sete anos. Entre elas, está implantação de 15 cruzamentos semaforizados. "Todas as nossas equipes estarão nas ruas, e sinalização foi feita de forma adequada", pontua. Prefeito Rogério Cruz destaca que "é nossa missão fazer de tudo para que vias de circulação da cidade fiquem o menos congestionadas possível, inclusive em horários de pico"



Começam a valer dia 14 de maio, às 16h, melhorias propostas pela Prefeitura de Goiânia para o trânsito de motoristas, pedestres, ciclistas e passageiros de ônibus que circulam no Jardim América. As alterações incluem mudanças no sentido de vias, criação de novos corredores do transporte coletivo e construção de ciclofaixa, entre outras novidades (veja, abaixo). O bairro fica na região sul. É o mais populoso da capital.

À frente da equipe de técnicos que modulou o projeto está o secretário municipal de Mobilidade, Horácio Mello. Ele afirma que novidades estão em estudo há cerca de sete anos. "Fizemos pesquisa de origem e destino, priorizando os mais frágeis, mas com a consciência de que não podemos deixar a cidade travar. É o uso da ciência no trânsito da nossa cidade", afirma.

O secretário explica que a gestão do prefeito Rogério Cruz usa tecnologia para melhorar a mobilidade em Goiânia e trabalha para ampliar os corredores do transporte coletivo e modais diversificados, como ciclofaixas.

"Cabe lembrar que essa é a primeira etapa e que já trabalhamos na segunda, que será maior ainda", informa Horácio Mello. "Agentes, faixas aéreas, panfletos, new jerseys, parceria com aplicativos de navegação, além da comunicação por meio de veículos de imprensa darão aos cidadãos os suportes necessários", destaca. "Todas as nossas equipes estarão nas ruas, e sinalização foi feita de forma adequada", pontua.

O prefeito Rogério Cruz lembra que o dinamismo da cidade conduz a administração a agir com criatividade para melhorar o ir e vir da população. Nesse sentido, afirma, é necessário não só garantir a fluidez no trânsito, como também melhorar as condições para o tráfego de ônibus.

"Ter qualidade de vida é também conseguir chegar em casa, depois do trabalho, em tempo razoável", diz o prefeito. "É nossa missão fazer de tudo para que as vias de circulação da cidade fiquem o menos congestionadas possível, inclusive em horários de pico", complementa.

Veja como ficam as novas rotas

Criação de vias de sentido único interligando:


- Vila Alpes ao Bairro Jardim América
- Corredor T-7 ao Corredor T-63

Corredor 1: Rua C-120/Rua C-121/Rua C-208/Rua C-148
- Passará a ter sentido único
Sentido Oeste/Leste: a partir do cruzamento com a Avenida C-107 até a Praça Santos
Sentido Norte/Sul: permanecerá o mesmo sentido da Praça Santos até a Avenida C-171.

- Implantação de cruzamentos semaforizados:
1. Rua C-120/Rua C-121 x Avenida C-1/Rua C-118
2. Rua C-121 x Avenida C-205
3. Av. C-208 x Rua C-131ª
4. Rua C-148/ Avenida C-208 x Av. T-9
5. Rua C-148 x Rua C-137
6. Rua C-148 x Avenida T-63
7. Rua C-148 x Avenida C-171

Corredor 2: Rua C-149/Rua C-209/Rua C-190
- Passará a ter sentido único

Sentido Sul/Norte: a partir do cruzamento com a Avenida C-171 até a Praça Santos
Sentido Leste/Oeste: permanecerá o mesmo sentido da Praça Santos até a Avenida C-107.

- Implantação de cruzamentos semaforizados:
1. Rua C-149 x Avenida C-171
2. Rua C-149 x Rua C-137
3. Rua C-149 x Rua C-133
4. Rua C-209 x Rua C-214
5. Rua C-209 x Avenida C-206
6. Rua C-190 x Avenida C-205
7. Rua C-190 x Avenida C-1
8. Rua C-190 x Avenida C-107

Avenida C-107:
Terá o sentido modificado para duplo no trecho entre a Rua C-190 e a Rua C-120 para acesso à ponte da Avenida Alpes de quem trafega no sentido Leste/Oeste

Ciclofaixas

    • Criação de ciclofaixa interligando a ciclovia da Avenida T-63 à ciclovia da Avenida Alpes.

    • Ciclofaixa bilateral será na Rua C-149, saindo da Avenida T-63, do lado esquerdo da via, até a Rua C-214.

    • A partir da Rua C-214, seguirá pela rua C-121 e Rua C-120 até a Avenida dos Alpes.

Fotos: Secom

Conheça o portal FOCO NACIONAL: foconacional.com.br

Pai e relator, Roma comemora aprovação do Auxílio Brasil na Câmara



"A Câmara Federal promoveu um grande avanço à sociedade brasileira ao tornar permanente o Auxílio Brasil e garantir o mínimo de R$ 400 às famílias que mais precisam. Agora só falta o Senado", afirmou o pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma, em entrevista ao Jornal da Manhã da Jovem Pan News, na manhã desta quinta-feira (28).

Relator da MP do Auxílio Brasil, aprovada pela Câmara Federal ontem por 418 votos a sete, Roma explicou que os recursos destinados ao novo programa social de transferência de renda do governo federal não causam impacto nas contas públicas.

"A PEC dos precatórios possibilitou a viabilidade desse benefício social para os brasileiros mais vulneráveis", disse o parlamentar, destacando que o Auxílio Brasil, além de proteção, promove o cidadão a superar a condição de pobreza e aprimorou o antigo Bolsa Família.

Considerado o pai do Auxílio Brasil, junto com o presidente Bolsonaro, João Roma informou que, por causa dos avanços do novo programa com relação ao Bolsa Família, está havendo a necessidade de substituição dos cartões antigos.

"Os novos cartões do Auxílio Brasil são dotados de chips com mais tecnologias, a exemplo de georreferenciamento e reconhecimento facial, para evitar fraudes e vai permitir também que o beneficiário tenha acesso a outras operações", explicou o pré-candidato a governador da Bahia, estado com o maior número de beneficiários do programa social.

Segundo Roma, são mais de duas milhões de famílias cadastradas no Auxílio Brasil na Bahia. "Quando trabalhei na criação do novo programa social de transferência de renda, lembrava muito da situação da Bahia e isso me inspirou a desenvolver um mecanismo não só de proteção social, mas também de promoção e de emancipação do cidadão".

O ex-ministro da Cidadania citou o exemplo do beneficiário que consegue um emprego com carteira assinada e continuará recebendo o Auxílio Brasil e mais R$ 200 por dois anos. "No Bolsa Família, não tinha isso. O benefício não era permitido para quem se empregasse com carteira assinada. Isso mudou com o Auxílio Brasil".

Pablo Marçal, pré-candidato à Presidência da República pelo PROS e o ex-senador de Brasília Gim Argello, também pré-candidato ao Senado pelo PROS no DF. Juntos amanhã na Arena Barueri com a expectativa de 30 mil pessoas presentes


Texto escrito pelo jornalista Walter Brito

Política, como diziam os saudosos mineiros Tancredo Neves e Magalhães Pinto, "é como nuvem. Você olha para cima e está de um jeito. Olha novamente e está completamente diferente". Nas eleições em que os goianos elegeram pela primeira vez Marconi Perillo governador aos 33 anos foi assim. E quando nós brasileiros elegemos Fernando Collor, também. O Caçador de Marajás só era conhecido em Alagoas, como disse o próprio Mário Covas ao jovem governador de Alagoas aos 39 anos, quando esteve no Palácio dos Bandeirantes ao lado de Renan Calheiros, Cláudio Humberto e Cleto Falcão, no afã de ser vice do todo-poderoso governador de São Paulo, que disse não, e ilustrou: "Você ainda é menino na política e seu Estado é inexpressivo". 

O palco que poderá mudar a história política do Brasil: Arena de Barueri!


De forma ⁶professoral e educada, o alagoano Fernando Collor despediu-se do inquilino do Palácio dos Bandeirantes, e no dizer popular e das pesquisas: "Covas está eleito para o Palácio do Planalto". Collor disse: "Desejo-lhe felicidades, Mário Covas, mas esteja certo que o enfrentarei nas urnas". 


O empresário da cidade de Lorena João Bosco, pré-candidato a deputado estadual ( PROS/SP) e o Jornalista Walter Brito ( PROS/SP), pré -candidato a deputado federal pelo Estado de São Paulo. Ambos estarão ao lado do Pablo Marçal, na Arena de Barueri


Maktub, estava escrito que o alagoano seria eleito pela maioria dos brasileiros. Entrevistamos o experiente ex-senador Gim Argello, sobre o lançamento no dia do trabalhador, 1/4/2022, da pré-candidatura à Presidência da República do jovem empresário e maior coach da América Latina, Pablo Marçal. 

Lembrando ainda que Gim Argello é considerado por diversos analistas políticos e institutos de pesquisas o melhor senador da história de Brasília. O ex-parlamentar e experiente homem da vida pública e empresário ligado ao investimento imobiliário, é pré-candidato a senador por Brasília pelo Partido da Ordem Social, o PROS, mesmo partido de Pablo Marçal. 


Gim Argello volta ao cenário político nacional no domingo - primeiro de maio na Arena Barueri!


Ele argumentou: "Eu conheci o Pablo Marçal há pouco tempo, mas como sou um empresário e político brasileiro, preocupado com o bem-estar de nosso povo, fui conhecer com profundidade e responsabilidade a vida deste jovem que pretende ajudar o nosso país. Trata-se de um homem do bem, evangélico de muita fé e conhecimento profundo da Bíblia Sagrada, pai de família exemplar. Embora jovem, foi executivo de sucesso da destacada Brasil Telecom, tornou-se empresário de sucesso ainda muito jovem. A maioria de seus investimentos está em nosso país, embora tenha respeitáveis investimentos também no Continente Africano. Pablo tem o dom de ensinar o melhor caminho para a nossa juventude a ter como alternativa na vida o empreendedorismo de ponta, de forma altamente técnica e profissional. Este tem sido o seu carro-chefe em quase uma década, quando capacitou por meio de seus livros e técnicas modernas desenvolvidas por ele, milhares de jovens pelo Brasil e o mundo, que o conhecem também por meio de suas palestras, com público de 5 mil a 20 mil pessoas presentes. Acredito firmemente que depois da pandemia de dois anos que abalou o planeta Terra, obviamente o nosso povo precisa de oportunidades, Pablo Marçal é um nome importante a ser avaliado pelos brasileiros e brasileiras de todos os cantos, e estarei ao seu lado na Arena de Barueri em São Paulo amanhã, domingo, a partir das 14 horas.


Pablo Marçal faz o seu lançamento de pré-candidatura, semelhante ao lançamento da pré-candidatura de Barack Obama rumo à Casa Branca


Vamos acreditar em nossa juventude, Brasil!", concluiu Gim Argello. Acreditamos que o primeiro de maio será um dia abençoado para a democracia brasileira!

A doutora Nise Yamaguchi          mexe forte com a disputa ao Senado em São Paulo
A doutora Nise Yamaguchi mexe forte com a disputa ao Senado em São Paulo - Foto: Instagram Reprodução

Texto escrito pelo Jornalista Walter Brito

O Partido Republicano da Ordem Social mudou a direção no dia 8 de março, quando assumiu sua presidência nacional o policial civil aposentado Marcus Holanda, que vem dando uma roupagem moderna ao partido e de forma muito discreta, mas ao mesmo tempo inteligente, organizada, e sua ordem é agilidade e eficiência.

O presidente do PROS/SP,          o Roberto Parillo e o presidente nacional do PROS, o Marcus          Holanda
O presidente do PROS/SP, o Roberto Parillo e o presidente nacional do PROS, o Marcus Holanda - Foto: Acervo Hora do Brasil


O PROS do Estado de São Paulo, o mais importante e rico Estado da federação, é um exemplo disso. O presidente Roberto Parillo assumiu efetivamente a presidência da legenda há poucos meses e em tempo recorde, o competente administrador conseguiu fechar toda a chapa que disputará o pleito de 2022. Vale lembrar que a história de Roberto Parillo vem de longe, cuja experiência na iniciativa privada, na vida pública e na política, o credenciam a assumir a importante missão, já tendo passado por diversos cargos exercidos com maestria tanto no interior do Estado como na cidade de São Paulo. Parillo mostra que está somando com o presidente nacional Marcus Holanda, de forma organizada, séria, objetiva e sem firulas, o que é comum em muita gente da política em São Paulo e no plano nacional, no afã de querer mostrar trabalho.

Na foto, da esquerda para a direita: O Secretário Geral PROS SP - José Willame ; Secretária Estadual da Mulher PROS SP Patrícia Lima (filha do Dr. Enéas) ; Secretário de Comunicação PROS SP João Sparano ; Pedro - economista ; Semíramis Gomes - Coordenadora Política PROS SP ; Dra. Nise Yamaguchi ; Cristina Massis ; Presidente PROS SP Roberto Parillo ; 1⁰ Vice Presidente PROS SP Edimarcos, Prof. Dr. Alexandre Costa gestor do marketing PROS SP


Com uma equipe enxuta, unida e competente, tendo como secretário-geral o também homem experiente da política paulista e nacional, José Willame, os dois percorreram todas as regiões de São Paulo, onde armaram chapa competitiva para o dia 2 de outubro, e no final Parillo surpeendeu ao filiar como pré-candidata, uma das mais importantes referências da medicina em nosso país, a doutora Nise Yamaguchi, que é pré-candidata ao Senado da República.


Presidente do PROS no Estado de São Paulo Roberto Parillo e a pré- candidata ao Senado, a doutora Nise Yamaguchi - Foto: Acervo

Trata-se de uma médica de descendência japonesa, 62 anos, nascida em Maringá, no Estado do Paraná. Ela graduou-se em medicina na Universidade de São Paulo em 1982, e completou a residência em clínica médica em imunologia e alergias no Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina na Universidade de São Paulo (HCFMUSP) em 1988. pesquisadora-docente, professora universitária brasileira, com doutorado em Oncologia pela Universidade de São Paulo. Vale ressaltar que a doutora Nise Yamaguchi realizou cursos de especialização na Alemanha, Suiça e nos Estados Unidos da América. Na terra do Tio San e na cidade de Nova York, a médica participou de treinamentos com cientistas do Memorial Sloan Kettering Cancer Center, onde estudou aspectos da imunologia de tumores, que resultaram na tese de mestrado defendida na disciplina de Imunologia do HCFUSP, em 1993.

A pré-candidata ao Senado da República pelo Pros tornou-se conhecida nacionalmente, quando foi cotada para suceder o ministro Luiz Henrique Mandetta no Ministério da Saúde. Antes de partir para uma viagem no Estado do Amazonas, ela disse a este escriba da política nacional que está muito feliz em pertencer à família PROS e animada com sua pré-candidatura ao Senado, e que brevemente falará com maiores detalhes sobre seu projeto político.



Na foto, o vice -Presidente Nacional do PROS Amauri Pinho, a Secretária Nacional da Mulher  Sandra Caparrosa, e o Presidente do PROS no Estado de São Paulo Roberto Parillo


Sabemos que pesquisas indicam que a mulher será a protagonista da eleição que se aproxima, pois foi a mulher quem equilibrou psicologicamente os 663 mil lares das irmãs e irmãos que perdemos para a pandemia da Covid 19. Foram também as mulheres que ajudaram seus esposos a colocar comida na mesa de seus lares, muitas vezes com 5, 8 ou até 10 filhos, quando os esposos perderam seus empregos, diminuíram seus ganhos ou suas empresas faliram nos dois longos anos da alta pandemia.



Na foto, o Presidente do PROS no Estado de São Paulo Roberto Parillo, a Secretária Nacional da Mulher Sandra Caparrosa, e o Secretário Nacional do PROS Edmilson Boa Morte


Parabenizamos o presidente do PROS no Estado de São Paulo, o Roberto Parillo, pela sua competência em fechar toda a chapa com candidatos competitivos e ainda conseguir filiar a dra Nise Yamaguchi que certamente qualificará o debate da saúde pública em São Paulo e no plano nacional!

CLIQUE AQUI E VEJA MINHA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.