Pablo Marçal acredita que Nézio Monteiro fará a diferença na Câmara Federal


Texto escrito pelo jornalista Walter Brito

O Japão, na Segunda Guerra mundial, ocorrida entre 1939 e 1945, ficou completamente arrasado estrutural, econômica e moralmente diante do resto do mundo. Entretanto, os valentes japoneses unidos recuperaram rapidamente sua economia, e seu parque industrial é exemplo e referência para o mundo e seus professores são tão respeitados quanto seus principais parceiros comerciais. Seus dirigentes falam de igual para igual com os dirigentes de Estados Unidos, China, Alemanha, Inglaterra entre outras. Ninguém tem dúvidas de que o Japão é hoje uma das maiores potências econômicas do Planeta Terra. Avaliam alguns especialistas em economia internacional que o país asiático é um dos pioneiros no mundo na educação financeira, inclusive na infância.

A empresária Elisângela Freitas acreditou no potencial do filho Nézio. Deu certo e ela espera mais uma vitória no dia 2 de outubro


A criança quando começa a entender a vida já começa também a entender o valor do dinheiro por meio da primeira mesada que recebe de seus pais no Japão há muito tempo. Quando um filho pede à mãe um picolé, por exemplo, ela sugere que compre com o dinheiro de sua mesada. Com isso, ensinam os japoneses, seu povo aprende a controlar o seu próprio dinheiro ainda infante. Entre os países campeões na educação financeira na infância destacamos a Filândia, Dinamarca, Suécia e Canadá, que trabalham muito bem esta questão fundamental para o equilíbrio de cada ser humano, que a partir daí vai saber governar a sua própria vida. A Alemanha também sofreu muito na Segunda Guerra, mas para se recuperar contou com ajuda bilionária das grandes potências. Embora dona da mais poderosa economia do continente europeu, percebeu na última década que sua juventude estava gastando de forma desequilibrada, e por isso está investindo pesado na educação financeira infantil.


O carisma do pré-candidato do PROS e sua boa fama como especialista em investimento certamente facilitarão sua interação com o eleitorado do Estado de São Paulo


O nosso entrevistado de hoje ganhou o seus primeiros R$ 3,56 (três reais e cinquenta e seis centavos) aos 9 anos vendendo picolé em uma cidade com 32 mil habitantes, chamada Iporá, no interior de Goiás. A cidade do hoje milionário de 28 anos, chamado Nézio Monteiro dista 226 km de Goiânia. Na última semana estivemos no elegante edifício conhecido como Plataforma Internacional, em Alphaville para entrevistá-lo. Alphaville é um dos bairros mais nobres da capital paulista. A empresa onde fomos encontrar o Nézio é de propriedade do pré-candidato à presidência da República Pablo Marçal (PROS), 35 anos de idade, goiano da capital.

É daquele endereço nobre que o megaempresário de 35 anos administra sua holding com 27 empresas, entre elas a de investimento financeiro e imobiliário, fazenda de gado e produção agrícola, editora, em que edita seus próprios livros, construtora, entre outras. Nézio é um dos principais colaboradores do Pablo, e já foi Ceo de uma das mais importantes empresas do grupo no qual hoje é um parceiro importante.

Boa parte da juventude de São Paulo conhece Nézio Monteiro por meio das redes sociais. Agora o empresário amplia seu relacionamento, por meio de contato corpo a corpo


Nézio é casado com Jéssica Monteiro e pai de uma filhinha chamada Analice. Pedimos ao jovem bem-sucedido, conhecidíssimo na internet, para nos contar sua história de sucesso que certamente é um grande exemplo para o nosso país, que passa por uma das piores crises sanitária e financeira de nossa história. De forma tranquila, voz baixa e cadenciada, mas firme, Nézio nos disse:

"Eu perdi meu pai aos três anos de idade, o que foi um baque muito grande para mim, para minha mãe Elizângela e para todos os meus familiares. Entretanto, Deus sabe o que faz e tocamos a vida. Tive uma infância feliz, minha mãe passou em três concursos públicos, foi professora, funcionária da prefeitura e do nosso estadão de Goiás. Aos 9 anos falei para minha mãe e meu padrasto que eu gostaria de ganhar o meu próprio dinheiro vendendo picolé pelas ruas de Iporá. Embora com resistência da família, acabou prevalecendo a minha vontade de criança empreendedora. A maior alegria foi quando recebi R$ 3,56, o meu primeiro dinheiro conseguido com o meu próprio esforço, o que se transformou em um troféu naquela fase de minha vida de criança.

Foi de fato muito marcante em minha personalidade. Continuei na labuta empurrando o carrinho de picolé que era maior do que eu. Eis que em uma determinada curva das ruas de minha querida Iporá, o carrinho capotou e não consegui segurar. Algumas pessoas que viram a minha luta para levantar novamente o carrinho que naquele início de vida de criança inquieta me fazia feliz, certamente para compensar o susto que passei naquele momento, os meus conterrâneos queridos me ajudaram a levantar o carrinho, cuja mercadoria estava intacta, e os meus benfeitores compraram todos os picolés numa tacada só para me incentivar. Foi o meu primeiro grande negócio! Claro, fui convencido pela família a não mais vender picolé.

Certo dia vi um colega fazendo um carrinho de rolimã, que era a moda de meu tempo de criança em Goiás. Aprendi a fazer e fabriquei três modelos diferentes e os vendi no mesmo dia, o mais simples por 10 reais, o intermediário por 15 reais e o top por 25 reais. Assim fui me despertando para o mundo dos negócios".

Enquanto o garoto Nézio inventava os seus pequenos empreendimentos, a mãe Eliza e o padrasto do menino sonhador também sonhavam com a prosperidade. O tempo de Iporá chegou ao fim, quando o companheiro de dona Elizângela passou em um concurso na Universidade Federal de Goiás, e a família se mudou para a capital goiana.

"Era um mundo novo para mim, morar na capital de meu Estado, mas fui em frente com fé e determinação. Em Iporá eu tinha trabalhado numa empresa na qual meu chefe explicou que eu tinha que fazer o que me era passado, mas que no tempo vago eu procurasse fazer sempre algo mais. Aquilo me marcou muito. Já fazendo faculdade tive uma experiência numa empresa onde fiquei dois anos e meio, eu era um técnico, mas a dica que recebi na empresa de Iporá no sentido dar o meu máximo funcionou bem ali naquela nova empreitada de minha vida. Trabalhei duro e dei o meu melhor, e ajudei aquela empresa a prosperar, pois quando comecei a trabalhar ela tinha 24 funcionários, e quando saí, depois de dois anos e meio, a empresa tinha 210, dos quais 110 eram liderados por mim. Naquele período fiz diversos cursos de aperfeiçoamento em São Paulo, período em que eu ainda era muito jovem, não tinha me formado em curso superior ainda, mas dava treinamento para engenheiros, pela minha dedicação de sempre aprender e tentar fazer a diferença.

Chegou um tempo em que resolvi me aperfeiçoar na área de investimento, ou seja, fazer o dinheiro multiplicar. Naquela época, um de meus professores me alertou que precisava usar melhor as redes sociais, pois lá existiam pessoas experientes que poderiam me fazer avançar e alcançar com mais facilidades os meus objetivos com foco na prosperidade financeira, e citou como exemplo o Pablo Marçal. Fiz um treinamento com ele, gostei muito, aí tudo se encaixou, pois depois que passei a seguir o Pablo e fiz aquele glorioso curso com ele, minha vida nunca mais foi a mesma.

O empresário Nézio Monteiro (PROS), pré-candidato a deputado federal por São Paulo, e Denilson Soares, presidente do PROS em Campinas e pré-candidato a deputado estadual por São Paulo


Sofri uma transformação de mentalidade jamais imaginada antes. A prosperidade veio logo e tive um crescimento profissional extraordinário. Com o Pablo eu aprendi que, além de prosperar, você também pode passar o seu conhecimento para o seu próximo crescer. Com a determinação que eu tive foi possível fazer muita gente chegar aonde cheguei e ganhei muito dinheiro como poucos de minha idade. Por isso não é à toa que o Pablo tem 500 mil alunos na internet, impacta 10 milhões de pessoas todo mês por meio de suas redes sociais, escreveu quase 30 livros e hoje é o maior da América Latina no sentido de ensinar às pessoas o caminho da prosperidade".

Questionado sobre deixar essa a vida de ganhar milhões, com uma vida confortável, para entrar na política, onde poderá ter dissabores, Nézio foi enfático, otimista e argumentou:

"Agora eu estou em uma nova rota, sou pré-candidato a deputado federal. Eu e diversos colegas nos filiamos ao PROS e queremos ajudar o Brasil a introduzir na educação a inteligência financeira, inclusive a mostrar a importância de as crianças começarem desde cedo a multiplicar suas finanças e aprenderem como lidar com o dinheiro desde cedo. Temos 12 milhões de desempregados no Brasil, e 39 milhões passam fome. Sabemos que a pobreza é a falta de produtividade, ou seja, é a improdutividade. A minha outra bandeira que vou divulgar detalhadamente após a convenção de meu partido, o PROS, é a bandeira do empreendedorismo, o que eu disse acima, vi isso em minha infância na cidade de Iporá".

Quanto à pré-candidatura do Pablo rumo ao Palácio do Planalto, disse:

"O Pablo está no rumo certo e avançando sempre. Ele era um desconhecido no mundo da política e com 20 dias na pré-campanha ele alcançou 1%, e já ultrapassou essa barreira de acordo com alguns institutos de pesquisas, e está em um empate técnico dentro da margem de erros com o deputado federal de Minas Gerais, André Janones do Avante e a senadora Simone Tebet do poderoso MDB, e Ciro Gomes tem um teto e não consegue crescer. As pesquisas qualitativas mostram que 60% do eleitorado não decidiu, e a maioria dos indecisos não quer o Lula e nem Bolsonaro. Mesmo com as benesses autorizadas de última hora pelo governo federal para diversos segmentos da sociedade, a rejeição a Bolsonaro cresce e ele está perdendo pontos preciosos até no Rio de Janeiro, seu principal colégio eleitoral. A raiva do bolsonarismo e o espírito de vingança do PT mostram que os dois são políticos que já passaram. Embora sejam mais conhecidos pelos brasileiros, são também os mais rejeitados. Por isso, acredito que com a escolha do vice ou da vice do Pablo Marçal até a nossa convenção partidária, bem como as viagens internacionais que ele fará brevemente para se encontrar com líderes políticos dos EUA, da Europa e continente africano, certamente ele vai disputar o segundo turno com alguém que poderá ser um outro, que nunca foi presidente do Brasil, pois o povo, depois de dois anos e meio de sofrimento com a pandemia, exige mudanças efetivas", finalizou.

Nézio Monteiro poderá ser o nome forte de Pablo Marçal no Congresso, em uma possível vitória do jovem megaempresário. Pesquisas qualitativas mostram que candidatos com o perfil do Nézio Monteiro podem surpreender no dia 2 de outubro no Estado de São Paulo. É importante lembrar que Nézio é autor de dois livros: 'A Escalada', que conta sua trajetória de vida e carreira profissional, e 'Investment', em que ele mostra o seu talento de ser um dos maiores do país no ensino da área de inteligência financeira e investimentos.

A nova presidente da CEF, a economista Daniela Marques tem tudo para recuperar a boa imagem da centenária instituição, especialmente junto ao sexo feminino. Foto: Gustavo Moreno/Metrópoles


Texto escrito pelo jornalista Walter Brito            

Cumprimento e parabenizo a ilustre economista Daniela Marques Consentino por sua posse como presidente da Caixa Econômica Federal, ocorrida na última terça-feira, 5/7, e o faço com muita satisfação ao dirigir-me a essa forte mulher nascida em Barra Mansa no Rio de Janeiro, na qual conservo muitas amizades. Quero desejar-lhe muita luz para clarear a imagem de nossa honrada instituição corroída por suspeita de assédio contra o sexo feminino, o que é muito grave!

'A vida pede mais que um banco! Vem pra Caixa você também, vem!' A Caixa não pode ser maculada aos 161 anos de existência

A instituição que agora Vossa Excelência dirige conta com mais de um século e meio de existência, exatos 161 anos completados no dia 12 de janeiro. A infeliz derrocada do antigo presidente certamente ajudará o povo a entender que a mulher é de fato a protagonista da Pandemia da Covid 19, quando morreram 674 mil brasileiros e brasileiras de todos os cantos. Consequentemente, a mulher é também de fato e de direito, a protagonista das eleições que decidirão os destinos do povo brasileiro no dia 2 de outubro.

Este jornalista Walter Brito, ao entrevistar os advogados: Carla Fabiana Melo Martins e Marcos Roberto Cebola e Silva, em nosso escritório no centro de São Paulo - SP

Gostei muito quando a senhora disse em alto e bom som em seu discurso de posse que 'transformará a crise em uma grande oportunidade, inclusive na proteção das mulheres'. A hora é esta, senhora economista, pois ser ágil é uma norma fundamental para o sucesso. Nos meus 42 anos ininterruptos de jornalismo investigativo e político em nosso país, com referências a partir de Ulysses Guimarães, Ruth de Sousa, Grande Otelo, Nelson Mandela, Abdias do Nascimento, Paulo Maluf e Brizola, entre outros, até os nossos atuais personagens da política, da religiosidade, da cultura e da economia nacional, nós entrevistamos a maioria das pessoas lúcidas da nação brasileira.

Claro, como é da profissão, entrevistamos alguns que em nada ajudaram no desenvolvimento da nação mais rica mundo, onde hoje 39 milhões de homens e mulheres passam fome. Mas o que me faz escrever esta missiva, senhora presidente da CEF, é o fazer justiça a favor de uma mulher muito especial, que precisa ser ouvida e ter a atenção de Vossa Excelência no início de sua gestão, que promete ser exemplar! Refiro-me ao caso da costureira pobre de 54 anos de idade, que alega ter ganho 162.625.108,22 (cento e sessenta e dois milhões, seiscentos e vinte e cinco mil, cento e oito reais e vinte e dois centavos), numa das loterias nacionais, entretanto a Caixa não efetuou o pagamento do prêmio. Por isso, peço-lhe que receba em seu gabinete, na capital brasileira, a brasileira que se sente injustiçada, a dona Elizete Gomes Lima, cujo CPF é o 548.222.034 -68, juntamente com a jurista e lutadora incansável pela justiça dos homens, a doutora Carla Fabiana Melo Martins. A competente advogada, junto com sua equipe, inclusive com a participação do advogado criminalista Marcos Roberto Cebola e Silva, só quer que a justiça seja feita.

Eis os partícipes da ação: contra a Caixa Econômica Federal (Requerida 1 - CNPJ:00.360.305/0238-21); Caixa Econômica Federal (Agência) CNPJ: 00.360.305/3149-82 (Requerida 2) Balbino & Santos Lotérica Ltda -ME (Lotérica) CNPJ: 17.462.316/316/0001- 06 - Requerida 3). A ação proposta corre na Justiça desde o início de 2021, na alta pandemia. Dona Elizete, que apostou R$ 4,50, após 85 dias do anúncio do prêmio da Mega-sena, ficou sabendo que era uma de dois ganhadores, cujos números foram sorteados em: 31/12/2020 no concurso 2330. Trata-se do maior prêmio da história das loterias do Brasil, até então, e a quantia que cada um dos dois ganhadores tinha direito a receber é o valor acima referido. Entretanto, o ganhador de Aracaju recebeu o prêmio da Mega da Virada e obviamente deve ter recebido o suposto ganhador da internet no lugar da humilde costureira. É o que esclarece o perito Paulo Antonio de Almeida, mestre em Engenharia da Computação e professor da Fundação Getúlio Vargas, e o perito forense Adriano Penedo de Athayde Vallim. Ambos confirmam que a humilde costureira é dona de um bom Direito. Athayde Vallim, nos esclarecimentos preliminares ao juízo escreve o seguinte:

"Este signatário vem respeitosamente à presença de Vossa Excelência apresentar seu Parecer Técnico, sobre fornecimento de informações pela Requerida (CEF), para atender ao ponto controvertido estabelecido até o momento pelo juízo de confirmar se os dados constantes do bilhete apresentado pela Autora correspondem aos números sorteados. Entretanto, em razão do fornecimento de informações inverídicas no intuito de encerrar de forma antecipada qualquer procedimento de apuração, a Requerida (CEF) forneceu informações que podem induzir o Juízo ao erro, razão pelo qual se faz necessária a produção deste trabalho, com a realização de exames nas especialidades de: Análise Forense, Documentoscópica, Análise Forense Computacional, Fonética Forense (degravação - Ipsis Litteris). Este trabalho técnico visa a demonstrar a necessidade para esclarecer os pontos controvertidos e seja realizada a nomeação de expert de confiança deste juízo, e que o longa manus seja extremamente capacitado tecnicamente, assegurando que o profissional tenha total imparcialidade e isonomia ao apresentar suas conclusões no laudo".

A economista  Daniela Marques  tem sob seu comando, os 85 mil funcionários da CEF, dos quais 35 mil são mulheres

Entrevistada pela nossa reportagem, a advogada Carla Fabiana Melo Martins afirmou: "Solicitamos a busca e apreensão dos terminais da lotérica e a perícia judicial para periciar o bilhete físico original. Neste sentido houve deferimento do Ministério Público, mas tem que contar com a agilidade da Caixa e o interesse da seguradora e da lotérica para esclarecer esta questão em que existem indícios de fraude de acordo com as perícias feitas. Vale lembrar que a Caixa Econômica publicizou de forma equivocada que o segundo ganhador teria feito o jogo pela internet. Na verdade, foi feita de forma física, e dona Elizete esteve na lotérica para a conferência do bilhete, o que já foi dito por uma funcionária da lotérica nos autos.

Certamente, a partir da produção de provas as câmaras mostrarão a presença da interessada, tanto na lotérica como também na agência da Caixa, onde ela é correntista e pediu para o gerente custodiar o bilhete, o que não foi aceito. E mais, a minha cliente só pretendeu receber o dinheiro no 85º dia, pelo fato de a própria Caixa Econômica ter noticiado que o segundo ganhador teria feito a aposta via internet. Ainda assim, ela compareceu antes dos 90 dias estabelecidos para o recebimento do prêmio", disse. Acredito firmemente que a senhora, minha cara presidente da Caixa Econômica Federal, economista Daniela Marques Consentino, sensível que é com a causa da mulher e da justiça, certamente vai respeitar o contraditório e agilizar o processo da dona Elizete, para que as provas sejam feitas imediatamente.

A humilde costureira, se for provado que é a ganhadora, tem o direito de usufruir de seus milhões ainda em vida. Temos a convicção de que a senhora não vai permitir que o pulso forte do Estado transfira para outras gerações os recursos garantidores de que dona Elizete poderá ter uma terceira idade mais protegida economicamente. Ao receber a dona Elizete e sua advogada, a doutora Carla Fabiana, a senhora estará mostrando ao Brasil que a causa da mulher será efetivamente restabelecida em nossa centenária Caixa Econômica Federal. Estaremos juntos nesta audiência, com a devida autorização de Vossa Excelência.

Na expectativa de desfecho favorável no fazer de honrada justiça ao nosso pleito em prol dos direitos de uma humilde mulher brasileira, antecipadamente agradecemos.

O saudoso governador de Brasília José Aparecido, entre dois secretários de seu governo, o José Roberto Arruda e Adolfo Lopes e a esposa Palmelina

Texto escrito por Eunicinha Lourenço


Adolfo Lopes é timoneiro cujo pai era da famosa Polícia Militar de Minas, onde o estadista Juscelino Kubitschek foi capitão médico.  Vale lembrar, quando JK tomou posse como presidente do Brasil, ele trouxe consigo o pai e a mãe de Adolfo. Ela tornou-se uma exímia professora de piano. Foi neste contexto, entre a cadência da música clássica e a proximidade do poder que fez o Brasil avançar 40 anos em 4, que Adolfo Lopes foi criado com seus irmãos. Tornou-se advogado, economista, administrador de empresas, e passou no concurso público como auditor fiscal da Secretaria da Fazenda do Distrito Federal.

Paulo Octávio (PSD) poderá novamente ser o vice-governador de Arruda


O personagem de nossa reportagem foi secretário de Estado em Brasília, nos governos José Aparecido e também no governo Roriz, quando construiu sua história como um importante gestor. Ele passou também uma temporada no Mato Grosso do Sul, onde ajudou de forma efetiva na divisão daquele importante Estado brasileiro. Por lá Lopes ocupou relevantes cargos e ficou conhecido como o pai do código tributário de Mato Grosso do Sul.

Adolfo e Arruda são alunos dos saudosos professores José          Aparecido e Joaquim Roriz
Adolfo e Arruda são alunos dos saudosos professores José Aparecido e Joaquim Roriz


Adolfo também deu sua contribuição durante alguns anos em que morou em Valparaíso-GO, no Entorno de Brasília e lá foi vice-prefeito. Entre os amigos que Lopes fez na política, ele destaca José Roberto Arruda e afirma: "A justiça tarda mas não falta. Tudo indica que Arruda, que foi meu colega nos governos José Aparecido e Roriz, agora está sendo definitivamente liberado pela Justiça para concorrer ao governo do Distrito Federal.

Arruda disse o seguinte para a reportagem: ' Gim Argello foi o melhor senador que Brasília teve. Por isso ele será o senador de minha seleção de craques'


Não tenho dúvidas de que ele vencerá o pleito e será novamente o governador dos governadores. Aproveito para desejar muito sucesso ao meu  coestaduano de Minas Gerais e engenheiro de profissão, além de ter sido o melhor administrador que Brasília já teve. Certamente ele fará uma seleção de craques para entrar no campo da eleição brevemente, concluiu Adolfo.

Adolfo Lopes (PL) ao lado da esposa Palmelina, aguarda com muita parcimônia,  a opinião do Arruda, para ele decidir seu projeto político na eleição do dia 2 de outubro


A reportagem foi a campo em Brasília quando percebemos que Adolfo Lopes ainda não revelou se disputará uma vaga para deputado distrital, federal ou senador suplente de alguém que tenha uma história em Brasília. Contudo, Adolfo tem razão: Arrudão é de fato pré-candidato a governador no DF. Breve ele vestirá o uniforme e calçará as chuteiras e escalará os melhores para seu time. Uma das exigências é que tenham relação forte com Brasília.

Adolfo almeja que sua amiga Flávia seja a candidata ao Senado. Entretanto, a conjuntura leva a ex-ministra para a renovação de seu mandato na Câmara Federal


Comenta-se nos bastidores que alguns atletas já estão no vestiário, são eles: Paulo Octávio (PSD), que poderá ser o vice. Flávia Arruda (PL) poderá ir para a reeleição na Câmara Federal. O pré-candidato que Arruda vê com bons olhos para o Senado é o ex-senador Gim Argello (PROS). Como se vê, trata-se de uma seleção de craques. Que Brasília eleja o melhor.


O encontro de Pablo Marçal com com Bivar muda de forma efetiva, os rumos da eleição em pauta para presidente do Brasil

Texto escrito pelo jornalista Walter Brito

Sabemos que eleição para presidente da República sempre foi coisa para profissionais. A eleição da Pandemia da Covid 19 que já perdura dois anos e meio e matou 673 mil brasileiras e brasileiros de todos os rincões, tornou o pleito do dia 2 de outubro imprevisível e admite um adendo: é também coisa de profissionais da política partidária junto com profissionais da área empreendedora. Esta é a origem do jovem de 35 anos Pablo Marçal, que embora não conheça os meandros da política partidária, ele conhece a política da alta cúpula empresarial aqui em nosso país e no exterior.

Pablo Marçal e Marcus Holanda, presidente nacional do PROS (foto) estão afinados com o projeto do partido rumo ao Palácio do Planalto


Obviamente que o encontro ontem à noite, 5/7, no União Brasil no DF, entre Marçal e Bivar mexeu com os estrategistas José Dirceu e Carlos Bolsonaro. E também deixou duas pulgas atrás das orelhas de Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva, pois vem coisa pesada aí e nunca vista em nossas eleições.

Pablo Marçal esteve no último domingo na cidade de Campinas -SP, quando foi ouvido por centenas de pessoas na pré-campanha

Ao que tudo indica, o encontro foi proveitoso, ocorreu uma grande reciprocidade entre Pablo Marçal (PROS) e Luciano Bivar (União Brasil), com o aval do presidente nacional do PROS, Marcus Holanda, que se encontrava na sede da legenda na Avenida Paulista na Pauliceia, mas foi informado por Pablo de todos os detalhes do encontro histórico.


O imposto único foi o primeiro ponto de convergência no pensar dos dois líderes que podem mudar a polarização entre Lula e Bolsonaro e dar novos rumos à disputa que ocorrerá dentro de 88 dias. O tempo de TV ao dispor do jovem eloquente e conhecedor profundo dos problemas do Brasil facilita a ele tornar-se conhecido em tempo recorde nos quatros cantos de nosso país de dimensões continentais, caso ocorra o acordo discutido entre Bivar e Marçal. Outra questão fundamental, trata-se dos recursos financeiros que se tornarão robustos e suficientes para uma campanha presidencial que promete ser diferente de todas e a mais disputada de nossa história política. Vale ressaltar ainda que Pablo Marçal, mesmo sem nenhuma composição, já começou a cair na graça do povo Brasileiro, que lhe deu 1% de intenção de votos segundo o Data Folha, nos primeiros 18 dias de sua pré-campanha, o que é inusitado numa campanha presidencial no Brasil.

Na foto, Pablo Marçal e a Fátima Pérola Neggra, uma possível pré-candidata a vice-presidente


Vale acrescentar, também, que em recente encontro com 14 embaixadores do Continente Africano em Brasília, Pablo afirmou a este repórter que sua intenção era ter como vice uma mulher negra e divorciada. Como o aperto de mãos de Bivar e Pablo foi muito forte e sincero, acreditamos no potencial de Fátima Pérola Neggra para ajudar o Pablo ir para o segundo turno. Ela foi cogitada para ser vice do presidenciável do PROS no início da caminhada.

Certamente ela deverá continuar no páreo, até porque Fátima tem preparo intelectual para tal e obteve 750 mil votos para vice-governadora em São Paulo na eleição de 2018, além de estar sendo cogitada para disputar novamente a vice governadoria, numa chapa competitiva rumo ao Palácio dos Bandeirantes. Ela tem a prerrogativa de poder se filiar no período das convenções partidárias e no partido mais conveniente, pois é militar da ativa. O União Brasil é formado por homens e mulheres de muita sabedoria e sensibilidade, e certamente saberão reconhecer que o Brasil tem uma dívida histórica com a comunidade negra brasileira. A hora é esta. A nação brasileira espera!

Pablo Marçal e o amigo e empreendedor de Guarulhos, Paulo Winner


Texto escrito pelo jornalista Walter Brito

        
O cantor e compositor Gospel Di Monteiro deu o tom da palestra do presidenciável Pablo Marçal (PROS) do último domingo, 3/7, cuja organização foi do empresário Paulo Winner de Guarulhos, que ofereceu um belo espaço fechado e seguro naquela cidade, que é a segunda mais populosa de São Paulo e a décima terceira do Brasil. 

Pablo Marçal fala sobre segurança pública, ao lado do Major Alexandre Daibert, pré- candidato a deputado estadual por São Paulo e do radialista Júlio Caires, também pré-candidato a deputado estadual, ambos pelo PROS de São Paulo


Na ocasião o presidenciável do PROS anunciou que é sim pré-candidato à presidência da República pra valer!

Abaixo, a letra do louvor gospel que brasileiros e brasileiras de todos os cantos estão cantarolando no metrô,  dentro do ônibus, ao comprar o pão na padaria bem cedo e com direito a bandeira verde-amarela em punho, além de,  claro, nas palestras do Marçal. 

Na foto, o compositor e cantor gospel Di Monteiro, autor da letra #eusoudoAlto Nem da direita e nem da esquerda e este jornalista Walter Brito, pré-candidato a deputado federal  pelo Estado de São Paulo ( PROS)

Segue a já famosa letra de autoria do jovem Di Monteiro:

 "#EusoudoAlto 
Nem direita e nem esquerda        
Estamos prestes a viver                        
A maior transformação       
O destravar já começou                  
Em cada casa dessa Nação            
Cada família um quartel                     
A base FORTE para vencer          
Temos um Deus que é por nós       
E é Ele que nos faz vencer              
Verde amarelo azul e branco         
É a nação do governo                 
Inspiradora Nação Eleita Apaixonada              
Ooouoh  Nem direita Nem esquerda       
Ouoouoh Eu sou do alto Eu sou do alto"

A pré-candidata a deputada federal pelo estado de São Paulo Jane Lima, faz seu pronunciamento com a bandeira brasileira em punho e de forma emocionada. Ao seu lado direito, o pré-candidato a deputado federal Tiago Rocha com o filho, do lado esquerdo, o advogado, o dr. José Carlos (PROS), pré- candidato a deputado estadual por São Paulo e o Júlio Caires (PROS) também pré-candidato a deputado estadual


Neste sentido, à medida que Marçal vai sendo conhecido ele toma pontos preciosos nas pesquisas de Bolsonaro e alguns do Lula também, pois as pesquisas qualiquantitativas indicam que 60% da população eleitora não se decidiu e não votarão nem em Lula (PT) e muito menos em Bolsonaro (PL). A maior rejeição entre os dez pré-candidatos é, primeiro do Bolsonaro e em seguida do Lula.  Por isso em sua palestra para mais de mil pessoas presentes no evento de Guarulhos, Pablo Marçal explicou didaticamente: 

"Eu estou incomodando mais, a priori, é o Messias (Bolsonaro), pois de cada 10 pessoas que me citam nas pesquisas, estou tirando citações preciosas que eram deles: do Messias (Bolsonaro) e do Luiz (Lula). A partir do momento em que estou sendo conhecido pelo grande público, neste sentido, oito que apoiavam o Messias (Bolsonaro) e dois que citavam o Luiz (Lula), agora citam o meu nome. Por isso, os Bolsomínios da internet estão tentando colar minha imagem ao Luiz (Lula), que para mim, o Luiz é o político que mais prejudicou o nosso país, surrupiando trilhões que pertenciam ao povo brasileiro. O povo brasileiro, cansado de apanhar, nesta eleição que é diferente de todas, o povo está atento e sabe que ninguém bate em cachorro morto. Os bolsomínios estão batendo em mim por causa de meu crescimento constante. Com o desespero da queda vertiginosa do Messias os bolsomínios vão continuar a dizer que eu e o Luiz estamos jogando no mesmo time, o que é puro desespero do atual presidente, que obviamente estará fora do segundo turno e o Luiz também. Acredito firmemente que nenhum dos dois, nem o Luiz e nem o Messias sentarão novamente na cadeira presidencial. Eles estão fora", disse Marçal.    
Após falar com propriedade sobre as questões essenciais que o Brasil precisa resolver de imediato, tais como o crescimento da economia, a prosperidade do povo brasileiro por meio da educação de qualidade, a criação de 4 milhões de empresas, caso ele vença as eleições, a questão energética no país, que é decadente e precisa ser impulsionada urgentemente, a saúde pública decadente e precisa ser melhorada e modernizada, o meio ambiente que não tem a atenção que a nação exige, a segurança pública que precisa do Brigadeiro Átila, pré-candidato ao Senado no DF e do Major Alexandre Daibert, pré-candidato a deputado estadual em São Paulo, entre outras. Ao final, Pablo Marçal ouviu com paciência as perguntas e opiniões do povo, pois é desta forma que ele está colhendo subsídios para concluir o seu plano de governo que está sendo elaborado por uma equipe altamente especializada. Com muito cuidado e a participação popular, Marçal também já ouviu inclusive a maioria dos ex-presidentes e o atual presidente para aproveitar o que eles fizeram de bom para o país. Ao concluir, 

Pablo Marçal pede o público para ouvir com atenção todos os pré-candidatos. Da esquerda para a direita: Nézio Monteiro, Daniele Monteiro, Tássio Renam, este jornalista Walter Brito, Jane Lima e Tiago Rocha (federais). Em seguida, o delegado goiano Rodovalho ( de casaco preto), e pré-candidato ao Senado em Goiás, entre os pré-candidatos a deputado estadual, o dr. José Carlos e o radialista Júlio Caires, ambos PROS/SP


Pablo Marçal apresentou alguns pré-candidatos a deputados estaduais e federais e pediu a atenção do público para a fala de todos, entre os quais este jornalista, Walter Brito, pré-candidato a deputado federal por São Paulo, como também os pré-candidatos a deputado federal, Nézio Monteiro, Tiago Rocha, Tássio Renam, Jane Lima e Daniele Monteiro. Entre os pré-candidatos a deputados estaduais, o Major Alexandre Daibert, o radialista Júlio Caires, e o advogado criminalista dr. José Carlos, todos filiados ao PROS de São Paulo.

O empresário Nézio Monteiro (PROS), pré-candidato a deputado federal pelo Estado de São Paulo e Denilson Soares, presidente do PROS em Campinas e pré-candidato a deputado estadual


Texto escrito pelo jornalista Walter Brito

O povo começou a alegrar o ambiente de frente ao caminhão móvel 'O Destravar da Nação 90' ainda muito cedo hoje, domingo, 3/7/2022 em Campinas, e vendo a montagem de nosso palco. 30 minutos após  a montagem, pousou o helicóptero de Pablo Marçal. Ele chegou trazendo esperança para centenas de pessoas presentes e na expectativa de ouvir a palavra forte e com muita sabedoria do presidenciável do PROS.

Na foto, a empreendedora de Campinas Jaqueline e o pré-candidato a deputado federal Tiago Rocha (PROS/SP)


Pablo falou de forma animada e também didática sobre os problemas que o Brasil precisa resolver urgente na área energética, da segurança pública, educacional, o avanço da economia, por meio do empreendedorismo, entre outras..

Pablo disse que brevemente seus eleitores de primeira hora vão deixar de passar vergonha, pois a hora do crescimento está chegando

Aplaudido o tempo inteiro por centenas de pessoas, Marçal, de forma tranquila e carinhosa, apresentou seus pré-candidatos a deputado federal e também estadual. Entre os que falaram, apresentados pelo presidenciável, este escriba da política nacional, jornalista Walter Brito (PROS), pré-candidato a deputado federal pelo Estado de São Paulo.

Tássio Renan ( PROS/SP), pré-candidato a deputado federal. Ao seu lado, Bruna Sabino, intérprete de LIBRAS


Vale ressaltar que, antes de Marçal chegar ao palco, fizeram seus pronunciamentos os seguintes pré-candidatos a deputado federal por São Paulo, filiados ao PROS: Tássio Renan, Tiago Rocha e Nézio Monteiro. Os três foram ovacionados pela maioria. Eles são conhecidos das milhares de pessoas que acompanham o Pablo e participam da abertura das palestras para milhares de pessoas Brasil afora. Com muita paciência Pablo Marçal ouviu dezenas dos presentes interessados no projeto Pablo Marçal Presidente da República. 

Jornalista Walter Brito, entre, Albino, Júnior e Gerson, componentes da  equipe do caminhão móvel e apoiadores

Ao que tudo indica, o sonho de milhares de pessoas que falam com Marçal mensalmente e querem vê-lo no comando do Palácio do Planalto poderá tornar-se realidade! Neste sentido, o Marçal já é o quinto colocado nas pesquisas entre os dez pré-candidatos e poderá ultrapassar Ciro Gomes (PDT), nas próximas duas semanas, segundo analistas confiáveis da política nacional.

O empresário Nézio Monteiro

Texto escrito pelo jornalista Walter Brito


Na foto em primeiro plano, o empresário Nézio Monteiro, pré-candidato a deputado federal pelo PROS, quando falava para o povo de Santos -SP, na pré-campanha Pablo presidente em Santos às 9 horas de hoje, sábado, 2/7 (Dia da Bahia). A palestra ocorreu no caminhão palco móvel ' O Destravar da Nação 90'. Enquanto isso, circulava pela Praça Caio Ribeiro em Santos-SP, o helicóptero de Pablo Marçal. 

Eu, jornalista Walter Brito, ao lado do Pelé (foto), disse ao povo de Santos, que fui o primeiro jornalista a entrevistar o Rei, após sua posse como Ministro dos Esportes. A entrevista ocorreu na Cerimônia de posse no Palácio do Planalto. Fui também o primeiro a ser recebido pelo Rei em seu gabinete como Ministro de FHC. Ao meu lado, o advogado Geremias Lara e seu tio, o saudoso Osvaldo Ribeiro, à época segundo suplente de Fernando Henrique no Senado. Ribeiro foi o primeiro negro que assumiu uma secretaria de Estado no Brasil. Ele foi Secretário de Assuntos Fundiários do Governo Orestes Quércia. A audiência durou 1 hora e 33 minutos.


Após o discurso do pré-candidato à presidência da República, o próprio Pablo convidou este escriba da política nacional, jornalista Walter Brito, pré-candidato a deputado federal pelo PROS, que falei em alto e bom som para o povo de Santos. 

O palco móvel ' O Destravar da Nação fez sucesso em Santos
O palco móvel ' O Destravar da Nação fez sucesso em Santos


Comecei dizendo que fui o primeiro jornalista a entrevistar o Rei Pelé, quando tomou posse como Ministro dos Esportes no governo Fernando Henrique. 

Marçal apresenta este jornalista, Walter Brito, aos santistas de todos os cantos, que foram ver o presidenciável do PROS entrar pra valer na pré-campanha rumo ao Palácio do Planalto

A partir de agora, Pablo começa pra valer a sua pré-campanha rumo ao Palácio do Planalto. Daqui a pouco estaremos em Sorocaba-SP.

Mais de 500 pessoas foram ver Pablo Marçal dizer que vai            destravar a Nação
Mais de 500 pessoas foram ver Pablo Marçal dizer que vai destravar a Nação


Vamos sair da Plataforma Internacional em Alphaville a bordo do Ônibus Pablo presidente. Lá em Sorocaba nos espera a fantástica equipe do caminhão palco móvel, 'O Destravar da Nação 90'. O evento terá início às 19 horas e 30 minutos.

CLIQUE AQUI E VEJA MINHA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.